Uncategorized

‘Sociedade brasileira é patrimonialista e machista’

Carmen Lúcia participou hoje de seminário sobre as mulheres na Justiça. Em sua fala, no evento realizado na Embaixada da França em Brasília, afirmou que o fato de ocupar a chefia de um dos poderes da República não passa de um dado “circunstancial” num país cuja sociedade permanece em grande medida “patrimonialista, machista e muito preconceituosa com a mulher”. Compunham a mesa a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.
O embaixador da França, Michel Miraillet, destacou que o Brasil é um dos poucos países com mulheres ocupando quatro cargos de cúpula no Judiciário. Além das três presentes, ele contou ainda a presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Laurita Vaz. Para Carmen,  a presença de mulheres na cúpula do Judiciário pouco teria significado para além de uma coincidência histórica numa sociedade “que não se acostumou que o nome autoridade não se declina, não tem sexo”.
Cármen Lúcia, Grace Mendonça e Raquel Dodge foram unânimes em destacar a imposição de uma vida quase “monástica” às mulheres que almejem cargos de liderança: “há um constrangimento constante da sociedade brasileira para que a mulher priorize as relações afetivas e a família, acima da própria realização pessoal, o que não ocorre, nem de perto, em relação aos homens”.
A ministra fez questão de destacar que a face mais grave desse constrangimento social em relação à mulher se expressa no feminicídio: “Continua havendo mulheres mortas, e não apenas pelos companheiros, mortas por uma sociedade que não vê que a mulher não é a causadora do feminicídio, que é um homicídio causado somente por ela ser mulher”.

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

5 Comentários

  1. A cópia mal-feita do personagem do Chico Anysio, que indultou as falcatruagens do Aecin…

    Pessoa rídicula, já havia votado favoravelmente aos infringentes no mensalão…

    Permito-me não ouvi-la, nem as suas declarações

  2. Doutor Prolegômeno Responder

    Infelizmente, nesses dias aziagos, dos magistrados deveriam vir palavras de esperança e temperança, mas, o que vêm são palavras que semeiam a cizânia e a desagregação. Quem fala demais, não tem nada a dizer, já disse o poeta.

  3. NOSSA, ESTA FEIÇÃO DO K peta, PARECE IRMÃ DA graça foster, marina silva, dilmANTA, eunice ETC… SÃO ASSUSTADORAS DE FEIAS.

  4. -Os membros do STF cairam em descrédito nacional. Enquanto Sérgio Moro e Marcelo Bretas fazem o árduo trabalho de condenar figurões políticos, o STF manda soltá-los…
    -Lembram do caso do avião cheio de cocaína que pousou por pane mecãnica, pois é, o cidadão já está em liberdade….
    -Lembram dos outros acusados da Lava-Jato alguns já estão livres para usufruirem do dinheiro roubado da Petrobrás….

Comente