Uncategorized

Requião protege Rocha Loures

O PMDB do Paraná, sob a orientação do senador Roberto Requião, presidente do partido, não fez até agora qualquer movimento, de suspensão ou para expulsão da sigla, contra o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, acusado de participar de esquema de corrupção ao receber uma mala de R$ 500 mil em propina da JBS.

Rocha Loures, que agora mora em Brasília e é filiado no PMDB-PR, será julgado pelo juiz Sérgio Moro e terá que vir a Curitiba prestar os depoimentos nas oitivas da ação que responde na Justiça Federal. Segundo os desafetos de Requião, a ordem no no partido é para manter o ex-deputado intocável.

4 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Proteger por que?quem tem que dar fim numa cela a esse imbecil é o judiciário.

Comente