Uncategorized

TRF aceita pedido de prisão de Jorge Picciani e dois deputados da Alerj

Em votação na tarde de hoje, os ministros do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) atenderam ao pedido do Ministério Público Federal e votaram a favor da prisão preventiva do presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), o deputado Jorge Picciani (PMDB) e dos deputados Paulo Melo (PMDB) e Alberto Albertassi (PMDB).

A decisão, contudo, deverá ser chancelada pela Assembleia, onde Picciani tem maioria entre os deputados; Parlamentares aliados de Picciani já articulavam uma forma de evitar a prisão do parlamentar, baseada na decisão do Supremo Tribunal Federal que beneficiou o senador Aécio Neves (PSDB).

4 Comentários

  1. RICARDO JOHANSEN Responder

    Caro FÁBIO, com essa decisão apoiada pelo TRF do Rio, isso representa o inicio das atividades da Operação Lava Jato nas Assembléias. Esse caso ocorre agora no Rio, pode ocorrer aqui no Paraná, por meio das ações do Grupo Gaeco, contra os deputados corruptos da ALEP. . Aguardar.
    Em Brasilia existe 02 grandes partidos de políticos atuantes.
    1º – Partido dos Corruptos;
    2º – Partido dos Não Corruptos.
    Dentro desses partidos, existem parlamentares de esquerda, centro e direita. Da mesma maneira ocorre no partido dos Não Corruptos, com parlamentares de esquerda, centro e direita. Você eleitor é que escolhe,e depois não poderá reclamar. Atenciosamente.

  2. Antonio Tadeu Meneses Responder

    Tremenda vergonha para o Brasil se a Assembleia do RJ não autorizar a prisão dos seus facínoras

  3. Sergio Silvestre Responder

    Lá eles tem bons juizes ,aqui tem esse banana do Moro que só persegue inocentes.desafetos.politicos.

Comente