Uncategorized

Contra ‘vingança pornô’

Rose Leonel, 46 anos, é jornalista. Há sete anos teve sua vida – e consequentemente de sua família – revirada por constrangimentos de várias ordens depois que um ex-namorado, após rompimento, divulgou imagens íntimas dela na cidade de Maringá. Ele desceu ao fundo do poço da moralidade, gravou CDs com as imagens e a distribuiu em condomínios da cidade.
A história inspirou o deputado paranaense João Arruda a promover projeto de lei para punir casos assim. Gleisi Hoffmann fez um substitutivo e aumentou a pena para esse tipo de crime.
Ontem, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou o projeto de lei que criminaliza a chamada “vingança pornográfica”, quando alguém divulga imagens de intimidade sexual sem a autorização prévia da pessoa envolvida. Segundo a proposta, que ainda precisa ser votada em plenário, a prática se torna crime punível com reclusão de dois a quatro anos e multa.

(Foto: A jornalista paranaense Rose Leonel. Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Comente