Uncategorized

Trabalho Infantil

No Brasil, em 2016, segundo os dados da Pnad Contínua, de um total de 40,1 milhões de crianças e adolescentes, 1,8 milhão estavam no mercado de trabalho.
Entre as crianças ocupadas de 5 a 13 anos, 71,8% eram pretas ou pardas e apenas 26% recebiam remuneração e para o grupo de 14 a 17 anos, o percentual de pretas ou pardas foi de 63,2% – onde 78,2% foram remunerados.
Na média, 81,4% das crianças e adolescentes ocupados frequentaram a escola no ano de 2016.
A região com maior proporção de trabalho infantil entre as crianças de 5 a 13 anos de idade foi a Norte, seguida pelo Nordeste. Já o trabalho entre os adolescentes de 14 a 17 anos foi maior na região Sul.

1 Comentário

  1. Que horror, em pleno século XXI acontecendo tal tipo de coisa, exploração do trabalho infantil. Mas uma coisa chama a atenção, 81,4% das crianças e adolescentes trabalhadores frequentaram a escola. E o nosso Sul Maravilha não escapa ileso desta tragédia nacional, sendo o maior na exploração de adolescentes, isto devia nos causar vergonha.

Comente