Uncategorized

Aumento de impostos em Curitiba

Na segunda-feira, os vereadores analisarão dois projetos de lei que Rafael Greca encaminhou em regime de urgência. Um estipula que o IPTU seja reajustado pelo índice da inflação e mais 4% para imóveis e de 7% para terrenos sem edificação. O outro fixa em 2% a alíquota mínima do ISS, e entrariam na dança órgãos da administração indireta, serviços sociais autônomos do Município e pessoas jurídicas que prestam serviço à Prefeitura de Curitiba, que hoje são isentos.

 

3 Comentários

  1. E assim vai, aumento de Impostos.

    A população sempre pagando a conta desses corruptos, estamos fartos.

    Fazem o rombo e querem que nós paguemos a conta.

    Disse que ia fazer e acontecer e nada, só prejudicando os servidores e o cidadão.

    Vamos acordar povo, chega de tanto descaso.

  2. Não demorou para o excesso de peso nos trair.
    A gente já deveria estar sabendo que está no sangue do Greca a traição visto que ele já tinha se bandeado pro lado do Requião e foi para o ostracismo.
    Só foi eleito por falta de outro candidato e agora selou o seu fim político.
    A classe média não aguenta mais pagar a conta da ineficiência dos políticos , é um poço sem fundo.
    Pra vc Greca é o fim!

  3. Ainda esta mentira sobre o IPTU e na questão dos medicamentos, ele fala quje nao é nada disso e assim classifica todos aqueles que são contra suas atitudes como ervas daninha e parasitas , desta maneira precisam ser cortados como estão fazendo na rua D. Pedro II ( isso não é invenção nem mentira) está no facebook dele , Greca.
    Para a população o corte, da erva daninha, seria o aumento do Iptu e para aqueles que são atendido com medicamentos e são funcionários seria entãoo extermínio, pelo que se sabe estão lá por doenças incuráveis.
    Agora descobre-se que os problemas com o novo binário, capenga, sequer foram previamente discutidos e nem ouviram Urbs e Ippuc. Então, afinal quem decidiu, pode ter siso o motorista do prefeito.?

Comente