Uncategorized

Greca e a ‘tranqueira’ da Prefeitura

da Banda B

Um ano se passou e o prefeito Rafael Greca diz que finalmente conseguiu arrumar a ‘tranqueira’ que estava a prefeitura de Curitiba quando assumiu no início do ano. “Estava tudo uma tranqueira, mas agora está tudo arrumado e vou conseguir ser prefeito como gosto de ser”, disse ele em entrevista na manhã desta quarta-feira (13).

Questionado se, após o acordo que fez com as empresas do transporte coletivo que vai permitir a compra de novos ônibus, se isso prevê reajuste na tarifa no ano que vem, Greca diz que espera que não. “Conduzi uma complicada conversação com as empresas e consegui desmanchar 33 processos judiciais que impediam o progresso do transporte coletivo de Curitiba (…) Agora começam a chegar novos ônibus e não vai precisar aumentar a tarifa em fevereiro por causa disso . No dia do ajuste o Mauricio Gulin(dono de empresas de transporte) me disse que não tem interesse em aumentar a tarifa porque não querem perder mais passageiros”, afirmou em entrevista a Denise Mello e Paulo Sérgio Debski. Em fevereiro, mês da database dos motoristas e cobradores, a tarifa do transporte coletivo em Curitiba subiu de R$ 3,70 para R$ 4,25.

O prefeito disse que até o final de sua gestão, serão adquiridos 475 novos ônibus. “Desde 2013 não se comprava nenhum ônibus por causa de um acordo judicial que desobrigava as empresas a comprarem novos veículos enquanto não houvesse o equilíbrio financeiro do sistema. Agora, resolvemos isso e puxamos os ônibus em favor do povo”.

Ajuste e reajuste zero

Greca agradeceu ao apoio dos vereadores que aprovaram o ajuste fiscal para equilibrar as finanças da prefeitura. Apesar disso, não vai dar um centavo de reajuste aos servidores públicos, algo que não acontecia há 37 anos. O prefeito nega que haja uma guerra com os servidores, mas diz que a prioridade tem que ser os curitibanos. “Estou do lado dos servidores. Não há um cabo de guerra, mas não podem existir direitos sem sustentabilidade para isso. O Fuet era muito bom em promessas, mas não deixou previsão orçamentária para isso (…) Se eu for ouvir arenga dos sindicatos vamos para o buraco. A prefeitura não é só para dar reajustes, é para o interesse de todos os curitibanos. Assim que houver sustentabilidade financeira, darei o reajuste”, afirmou o prefeito lembrando que já pagou o 13º salário e irá pagar o salário de dezembro já no próximo dia 22.

Binário

Greca também defendeu a implantação do binário Mateus Leme/Nilo Peçanha e disse que as críticas são minoria. “Não existe mais no mundo ruas de mão dupla, claro que o ideal seria ir até o fim na Mateus Leme e na Nilo Peçanha, mas a geografia ali é muito peculiar e impede. Por isso, optei em fazer o binário em duas etapas e tenho ouvido muitos elogios”.

Mudança no ISS

A Câmara de Curitiba aprovou mudanças no Imposto Sobre Serviços ( ISS) para eventos e espetáculos reduzindo a alíquota de 5% para 2%, ampliando a faixa de desconto do imposto na construção civil, mas aumentando de 2% para 4% o ISS dos planos de saúde. Sobre a possibilidade dos planos aumentarem em até 10% o valor das mensalidades em razão da mudança, Greca disse que os planos tiveram reduções no passado e nunca deram nenhum desconto para o usuário. “Os planos tiveram redução da alíquota em 2002 e não deram desconto para o usuário. Pagavam sobre a base de cálculo cheia e, com decisões judiciais, conseguiram reduzir esta base em até 90% e, ainda assim, não deram nenhum desconto nas mensalidades. Isso representou um prejuízo até aqui para os cofres públicos de R$ 55 bilhões. Por isso, era preciso corrigir esta distorção e o reajuste era justificável”, afirmou.

Filas nos postos

O prefeito reafirmou ainda que sente um “espinho no coração” quando vê pessoas nas filas de madrugada em frente a algum posto de saúde. Segundo ele, isso não é necessário e defendeu o uso do aplicativo para agendamento de consultas. “Não precisa ficar na fila de madrugada. O aplicativo está funcionando e em qualquer lugar do mundo você vê primeiro a enfermeira e depois o médico. Pede pro netinho marcar, é fácil. A tecnologia está em todo lugar. (…) E se tiver alguma reclamação, me avise nas redes sociais que coloca saúde no gancho. Agora, é importante dizer que quando a pessoa fala que ficou quatro horas esperando em alguma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), eu digo que ficou porque não era urgente. UPA é pra atender urgência e emergência. Temos que ter uma caridade humanitária para entender quem está com risco de morte vai ser atendido primeiro. Dor no joelho não é motivo para procurar uma UPA. Para isso tem as unidades básicas”.

Obras em 2018

Greca comemorou ainda o bom relacionamento com os governos federal e estadual e disse que para 2018 vai entregar diversas obras, como as trincheiras Santa Bernadete, 1º de Maio, além da revitalização do Viaduto do Orleans. O prefeito ainda afirmou que vai terminar a Linha Verde até a Rua Fagundes Varela, no Jardim Social e que, até 2019 termina o trecho Norte da via.

Para encerrar, Greca garantiu que está feliz e bem de saúde. “Estou bem de saúde e muito feliz e agradecido por este ano. Por isso enchi a cidade de luzes de Natal. Desejo a todos um Feliz Natal e um ano novo maravilhoso”, encerrou.

9 Comentários

  1. Fabio e leitores deste blog consultem seus contadores e contabilistas e vejam que a tranqueira da demora de mais de 30 até 40 dias para despachar as consultas comerciais continuam no urbanismo. Então greca vai resolver esta tranqueira que faz com que os empresarios empreendedors e contadores corram aos vereadores “amigos” para liberações e eles tem até agenda semanal disto igual acontecia com o reginaldo cordeiro. uma vergonha pra curitiba esta tranqueira que continua assim no urbanismo!!

  2. Enézimo Assaber Responder

    Prefeito Greca, e o seu secretário barbudinho, condenado pelo Tribunal de Contas, tudo bem com ele? E a ex-esposa dele, que é aposentada, ganha R$ 27.000,00 por mês do Ipmc, e ainda foi nomeada diretora da Urbs? No caso deles tá tudo certo, né? Esses, na sua opinião, não são tranqueiras?

  3. Realmente o Greca precisa começar trabalhar. Um ano se passaram o que prometeu na campanha eleitoral já ficou para trás…

  4. V. Excia, o senhor Prefeito que tanto criticou seu antecessor simplesmente partiu para uma solução simples. Aumento de Impostos e empréstimos e não o corte de gastos, seguindo, assim, a mesma filosofia do Governador Richa. Dessa forma, qualquer despreparado administra uma gestão pública.

  5. Os servidores que não estiverem felizes que se mudem pro HELL de Janeiro. Lá sim tá um inferno onde nem o 13o. do ANO PASSADO não terminou ainda de ser pago.

  6. Que nada de mudar para o Rio, devem ficar aqui mesmo para encher o saco de quem disse que sabia tudo e só está fazendo KÁKA.

  7. Os funcionarios estavam trabalhando no departamento
    De contabilidade da Diretrizes e Empreendimentos
    Do parque barigui, isso em 1989,
    Dai entrou um cara no departamento e falou
    É um desprazer em conhecelos.
    Agora vou ter que processar o cara.

Comente