Uncategorized

Dupla sertaneja para lavar dinheiro

Não bastou aos cantores Fábio e Rafael ferir os ouvidos e a cultura nacional com o que chamam de música. Foram além e causaram outros prejuízos.
De acordo com a polícia, a dupla teria sido usada para lavar dinheiro como parte de uma organização criminosa.
O cantor Rafael, o pai dele, e outras onze pessoas, foram presas em setembro. A defesa do cantor afirma que ele não tem relação com os crimes investigados.
Clodoaldo José de Siqueira, sertanejo pai, que permanecia preso, foi solto nesta semana após uma decisão liminar da Justiça do Paraná. Ele é apontado como líder de uma quadrilha de falsificação e distribuição ilegal de cigarros, utilizando a produtora dos cantores para lavar dinheiro arrecadado pela quadrilha de falsificação.

Segundo o Paraná Portal, o Nurce pediu o sequestro de R$ 6,5 milhões dos bens do homem apontado como chefe da quadrilha e ainda de 19 veículos – entre eles o ônibus que era utilizado pela dupla sertaneja. A Justiça determinou o bloqueio de seis contas bancárias – duas delas pertencentes a empresas.

Clodoaldo pode responder em liberdade, uma vez que não representaria risco ao processo e a denúncia já foi aceita pela Justiça, que determinou bloqueio de bens e valores. A defesa afirmou que Clodoaldo é réu é primário, possui emprego lícito e residência fixa.

“Não representa perigo algum na medida em que os bloqueios de contas e apreensões de maquinário e demais cautelares aplicadas, esvaziaram o perigo à ordem pública e à ordem econômica pois, com o desmantelamento do suposto “esquema” a suposta associação criminosa não tem a possibilidade de continuar a prática das condutas relatadas na denúncia”, diz o despacho.

Comente