Uncategorized

Mudanças nos planos de saúde dos Correios

O Tribunal Superior do Trabalho divulgará em fevereiro ação para retirar pais, filhos e cônjuges do plano de saúde dos funcionários dos Correios.
O que a estatal quer é cobrir 100% do benefício para os 140 mil servidores da ativa e aposentados. Hoje, a regra permite a cobertura de 95% dos custos do plano aos concursados e de seus 260 mil dependentes.
A medida é para reduzir em um terço o gasto de R$ 1,8 bilhão anual com a rubrica, porque se não fizer mudança a estatal alega que em poucos anos não terá como pagar o plano de saúde de ninguém. Como compensação, propõe a distribuir 15% dos lucros aos funcionários.

1 Comentário

  1. Não entendi a interpretação do TST, porque todos os planos tem idades limites, ou seja, os dependentes depois de determinada idade deixam de se-lo. E o benefício extensivo aos pais é cobrado, nada é gratuito. Meu filho contribui à parte no meu plano de saúde. Pelo que entendi o plano dos Correios banca quase todo o custo da assistência médica prestada, aí a coisa só pode ir para o buraco.

Comente