Uncategorized

Governo reconhece lobby como profissão

O Ministério do Trabalho incluiu ontem o lobby no cadastro oficial de ocupações do País. Com o nome de relações institucionais e governamentais, a função passa a ser oficialmente reconhecida pelo governo, que se antecipa à possível regulamentação da profissão, ainda em discussão no Congresso.
No Congresso, a regulamentação do lobby é discutida há quase três décadas, mas ganhou força na atual legislatura. No fim do ano passado, a Câmara aprovou regime de urgência para uma proposta do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), apresentada em 2007. Um texto alternativo da proposta, feito pela deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), também está em discussão na Casa. Ela retira do projeto, por exemplo, a previsão de quarentena dias para servidor ou parlamentar que tenha sido membro de determinado órgão público poder fazer lobby na mesma instituição.
As informações são do Estado de S. Paulo.

4 Comentários

  1. Quanta maracutaias não irão aparecer, as raposas legislando em causa própria. Acho que este país não tem mais jeito.

  2. LOBBY É O NEXO CAUSAL DA CORRUPÇÃO ACEITO POR UM GOVERNO CANALHA COMO PROFISSÃO LEGALIZADA DO CORRUPTOR.

  3. RICARDO JOHANSEN Responder

    Caro FÁBIO, só para ver quem está encaminhando o projeto pode-se perceber que o processo está totalmente deturpado. Está previsto a prisão por enriquecimento ilícito. Deputado não reeleito pode continuar atuando como lobista. Já foi dito, são as raposas legislando dentro do galinheiro. Atenciosamente.

Comente