Uncategorized

Garotinho é condenado por calúnia e difamação

Em 2012 o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, foi para as redes e publicou textão. Garotinho tratou de desancar o ex-capitão do Bope Rodrigo Pimentel. Entre outras coisas, disse que ele era porta-voz de Sergio Cabral, que teria simulado doença para se aposentar e que “saiu da Polícia Militar depois que, ao comandar uma operação, entrou em pânico e urinou nas calças”.
O caso foi para Justiça e Garotinho foi condenado: prestação de serviços, mais multa de R$ 50 mil, a ser revertida para o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

(Foto: Agência Brasil)

Comente