Uncategorized

Ratinho Junior, Ney e aliados querem barrar aumento da conta de luz

Foto: Nani Gois/Alep

O deputado Ney Leprevost, presidente do PSD Curitiba, afirmou que, junto com o pré-candidato ao Governo do Estado, deputado Ratinho Junior, vai mobilizar, na sessão plenária de segunda-feira (25), a bancada do partido e outros deputados aliados para apresentar um requerimento à Copel e ao governo estadual para não aumentar o valor da tarifa da energia elétrica.

“É muito difícil, mas vamos tentar barrar este aumento da tarifa de energia da Copel, pois na maioria das residências o gasto com energia pesa muito no orçamento doméstico”, disse Ney.

Ney também demonstrou preocupação com as indústrias e os comerciantes. “É mais um reajuste para estrangular a vida da indústria e do comércio em um momento que a economia está parada”.

O aumento passa a valer a partir deste domingo e será de 15.3% para consumidores residenciais e de comércios de pequeno porte e de 17,55% para consumidores industriais e de estabelecimentos de grande porte.

12 Comentários

  1. Vamos falar sobre porque Ratinho e Ney ficaram 7 anos dizendo amém aos aumentos e em ano eleitoral mudam de ideia.

    Até os cegos do instituto de cegos, baita terreno, enxergam a demagogia e a vigarice intelectual nisso.

  2. Por isto que eu gosto do Ney Leprevost ! Ele é do lado do povo , não tem medo de desagradar os governos .

  3. O Ney Leprevost é o nosso candidato para deputado federal. Jovem, honesto , preparado e trabalhador !

  4. Aumentos absurdos uma vergonha, será que a Governadora não enxerga isso, para chegar a deputados ter que interferir,num momento em que o povo ta passando de crise é só largar de prometer obras ao paraná inteiro,porque o próximo Governo vai ter muito trabalho para colocar a casa em ordem.

  5. Concordo plenamente. A tarifa de água, luz e combustíveis são
    os motores de uma sociedade. Se subir um, o resto vem atrás.

  6. Com orientação do Requião no inicio de 2003, no primeiro reajuste aprovado pela ANEEL, não aplicado e postergado pela Copel, foi de 25%. Durante o Governo Requião, com esta politica de postergação, foi transferido para a População do Paraná, incluindo Industria e Comercio, mais de 4 BILHÕES de reais,sendo que,,quando saiu do governo tinha 16% de aumento retido. O maior elogio, desta politica, foi dado pelo presidente da empresa, nomeado pelo Beto, em entrevista a Gazeta, em julho de 2011, declarou ” vamos as compras, tenho 2 bilhões de reais em caixa e o menor individuamento do setor elétrico brasileiro”.

  7. Barrar aumento dado por legislação federal? Que piada.
    E onde estavam eles quando o governo federal aumentou 24% em 2014 e 35% em 2015?

  8. Esses políticos gostam de fazer caridade com o chapéu alheio!! Mostra que nunca administraram nada na vida!!!

  9. A dívida da Copel publicada em seu último balancete ultrapassa os 10 bilhões de reais. Se o aumento de tarifa não acontecer a insolvência virá em seguida.
    O ratinho e o Ney cobrirâo o rombo?

  10. Enquanto isso ser funcionario da COPEL e morar em pais de primeiro mundo até remedio tem de graça;

  11. é isto ai deputados não deixa aumentar mesmo, estes aumentos devem se para cobrir esta quantidade infindável de liberações para as prefeituras, alguem sabe porque…..???

Comente