Uncategorized

Unificação das polícias

A comissão especial que discute a unificação das polícias civis e militares na Câmara de Deputados não divulga texto da relatoria do caso, que está nas mãos de Vinicius Carvalho (PRB-SP), o que dá para saber até agora é que a proposta terá “normas genéricas prevendo a unificação das forças policiais; caberá a cada estado, individualmente, decidir se fará a mudança ou não”.
As audiências feitas sobre o assunto dão pistas de que a matéria não será decidida com facilidade. Os que defendem a unificação, falam de economia de recursos, equipamentos e estruturas para os estados. Quem é contra representa as categorias de trabalhadores dos dois lados e diz que a unificação tira o foco do problema principal: a falta de atenção dos governos com a segurança pública.
Desde 2015 a comissão discute sobre o assunto e até agora nada de apresentar uma proposta a ser votada, amanhã os deputados se encontram para conhecer o parecer do relator.
No Brasil há cerca de 425 mil policiais militares e 117 mil policiais civis.

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

6 Comentários

  1. FASCISTA DO BEM Responder

    SERÁ A CONSAGRAÇÃO DA POLÍCIA BOLIVARIANA BRASILEIRA OU SEJA A FORÇA NACIONAL QUE AGIRA SOBRE A SOCIEDADE DE BEM .

  2. Conversa pra por dormi certo como foi com a PEC 300.Fiquei 30 anos na PM e a civil sempre esteve a frente da PM relação a salário. Aí com a desculpa é a civil é polícia judiciária mas quem sai pras ruas atrás de vagabundos é a militar ou estou errado ?

  3. Isso nunca passou e nem passará, as policias fazem parte da estratégia das forças armadas!

  4. É cezar vc tem razão. Mas que sai pra resolver crime que a pm não resolve somos nós da civil.

  5. antonio carlos Responder

    Esta é história velha, as duas Policias só tem uma coisa em comum, pelo menos em tese, defender e proteger a sociedade. Em tese. na prática a coisa não rola bem assim.

Comente