Uncategorized

Sintomático

O pastor Oliveira, que já foi o manda-chuva do PRB no Paraná, foi defenestrado da Superintendência do IPEM. Ele perdeu o comando do partido no Estado, não é candidato a nada, perdeu a boca.

6 Comentários

  1. Nota tosca que se refere ao ex-presidente do Ipem-PR, que deixou o cargo por acertos da política local. Oliveira desempenhou a presidência do Instituto por dois anos, deixando um legado de muitas realizações, como a reabertura do Laboratório Têxtil de Londrina, do escritório em Foz do Iguaçu, lutou em favor dos servidores, que hoje recebem o bônus por seu empenho pessoal, entre tantos outros feitos! E mais do que isso, deixou amigos que aguardam a sua volta!

  2. A expressão “defenestrado” não se encaixa no contexto.
    Oliveira Filho deixou a presidência do Ipem com reconhecimento geral pelo excelente trabalho que executou à frente do Instituto.
    O nível de aceitação do Oliveira entre os servidores é muito alto e não é sem motivo, pois demonstrou respeito pelos servidores e lutou para trazer melhorias, como, por exemplo, o bônus.
    A nota não condiz com a verdade.

  3. kleber elton da silva Reply

    sem demagogias, mais um dos melhores e mais competentes presidentes que o IPem teve até o momento e um fantástico gestor…

  4. kleber elton da silva Reply

    sem demagogias, O oliveira foi um dos melhores presidentes que o Ipem já teve até o momento, e um fantástico gestor.

  5. Foi um dos melhores presidentes que o Ipem teve. É só perguntar para quem trabalhou com ele. Humano, trabalhador, equilibrado. Trouxe conquistas para o Ipem no Paraná. Conquistou respeito.

  6. Daniel Monteiro Reply

    Totalmente pejorativo e inconveniente seu texto. Quem conhece o Pastor Oliveira sabe que foi um ótimo gestor dentro do IPEM-PR e no PRB também e pode ter certeza que não sou só eu que o vejo assim. Suas palavras com certeza foram encomendadas e me embrulha o estômago saber que um pessoa como você se sujeite a isso.

Comente