Uncategorized

Morto e inelegível

O ex-arcebispo da Arquidiocese de Curitiba, Dom Moacyr José Vitti, morreu em junho de 2014. Não fosse por isso, Vitti também não poderia se candidatar a nada nas eleições deste ano. Ele figura entre os inelegíveis que o Tribunal de Contas encaminhou ao TRE. Pois, pois, o arcebispo tinha “ficha suja” por irregularidade nas contas da Ação Social do Paraná, que em vida ele presidia.

8 Comentários

  1. antonio carlos Responder

    Ai, ai, ai a Cúria com a palavra, ela que nos explique a malversação de recursos feita pelo ex-arcebispo à frente da tal Ação Social. Será só erro de contabilidade? Espero que sim.

  2. KKK…..agora o presidiário PODE…..rsrsrs……???…..Fala Rosinha Wewer, liga pro TRE do PR pra pedir instruções…..kkk…. este mundo é uma PIADA sem graça…!!!

  3. Como ele agora não pode se defender, resta à Curia dar sua palavra, porém eu que o conheci pessoalmente não acredito nessa acusação. Se houve desvio, com certeza não foi ele e nem chegou a seu conhecimento!

  4. Papa João Paulo I Responder

    Falta ainda o braço direito dele e financeiro ainda hoje da arquidiocese de CURITIBA,O pADRE “pERFUMADO”

Comente