Uncategorized

Ana Amélia aceita ser vice de Alckmin, dizem dirigentes do PSDB

A senadora Ana Amélia (PP-RS) afirmou nesta quinta-feira que aceita ser vice do pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, mas condicionou a decisão a ajustes no palanque no seu estado, o Rio Grande do Sul. Ela foi convidada pessoalmente por Alckmin, na quarta-feira, em encontro na sua residência. As informações são d’O Globo.

— Minha aceitação depende de bater o martelo no estado — disse Ana Amélia.

O presidenciável estava no Rio de Janeiro quando recebeu, no início da noite, o “sim” da senadora para ser sua companheira de chapa. Ana Amélia comunicou a aceitação do convite ao tucano por telefone.

— Será a decisão mais difícil da minha vida — disse Ana Amélia.

— Se fosse fácil, não te chamava (para a chapa) — respondeu Alckmin.

O acordo passa por uma nova aliança entre PSDB e PP no Rio Grande do Sul, já que os dois partidos tinham candidatos ao governo. Nesta quinta-feira, com o convite, o deputado Luís Carlos Heinze (PP) foi convencido a desistir a apoiar Eduardo Leite (PSDB). Heinze concorrerá ao Senado, na chapa do tucano.

Na noite desta quinta-feira, os dirigentes dos dois partidos se reuniram em Porto Alegre para tentar fechar o restante do acordo. O que faltava era a composição para a eleição proporcional, ou seja, para a eleição de deputados federais e estaduais. O PP quer a garantia de que terá espaço para eleger os seus candidatos.

4 Comentários

  1. q coisa feia dna Amelia-posando de senadora integra-patriota-defenssora da moral etc..se nivelando a uma dilma -q a sra tanto criticou- se juntar om a escoria da politica vai acabar com o seu passado politico-lastimavel senadora

  2. Adelino Zanella Responder

    Lamentável, pensei que ela ti ha juízo até estava acreditando que era diferente dos demais políticos.Não dá para confiar mesmo.

Comente