Uncategorized

Ratinho Jr no G7: proposta para agilizar processos no setor produtivo

Em encontro na manhã de hoje, Ratinho Junior, recebeu de representantes do G7, grupo que agrega as entidades representativas de todo o setor produtivo do Paraná, as propostas de políticas para o desenvolvimento do Estado.
O candidato assumiu o compromisso de trabalhar para facilitar os processos, reduzindo a burocracia, especialmente no que envolve o recolhimento e a fiscalização dos tributos. “O Estado tem que ser parceiro do setor produtivo – que é responsável por uma parte importante da geração de emprego no Paraná – não um empecilho. Uma das nossas propostas é adequar as regras para agilizar a liberação de licenças ambientais. O empresário não pode esperar dois anos por uma licença. Vamos nos empenhar para atrair empresas para cá. Hoje, de cada dez empresas que poderiam vir para o Estado, sete vão para o Paraguai”.
Ratinho também falou sobre a necessidade de transformar o agronegócio com investimento em tecnologia e parceria com os produtores rurais.

“Faremos reuniões, a cada 60 dias, com os setores produtivos. Queremos ouvir as demandas dos representantes das diversas instituições que representam os produtores”, afirmou o candidato.

Ratinho Junior falou ainda da necessidade de ampliar a matriz energética do Estado. “O produtor não pode correr o risco de ter o trabalho prejudicado pela falta de energia. Precisamos aumentar a participação das várias fontes renováveis para assegurar o fornecimento, com baixo impacto socioambiental.”

O G7 é composto pela Faep, Fecomércio, Fiep, Fecoopar/Ocepar, Faciap, Fetranspar e Associação Comercial do Paraná.

Comente