Uncategorized

Bolsonaro ganha da Globo dentro da Globo

Ricardo Noblat,
O deputado Jair Bolsonaro (PSL) fez barba, cabelo e bigode. Um pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes adiou a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a abertura de mais um processo contra ele, dessa vez por crime de racismo. No Jornal Nacional, que entrevista os principais candidatos a presidente da República, Bolsonaro venceu o confronto com os apresentadores William Bonner e Renata Vasconcelos. Foi o maior comício eletrônico de sua vida. Saiu maior do que entrou.
Mais tarde, no Jornal das 10 da GloboNews, comportou-se como quem não tinha mais o que perder. Os jornalistas à sua frente pareciam jogar para cumprir tabela. Um caiu na pegadinha de Bolsonaro de querer saber o que estava escrito em sua mão.
No bunker da Globo, Bolsonaro bateu na Globo, para delírio dos seus seguidores e de uma parte grande do PT. Bateu também no PT, o que Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (REDE) não fazem por tributários do PT, e Geraldo Alckmin (PSDB) por que… Sei lá!

Até aqui, Bolsonaro é o candidato que melhor sabe falar o que deseja ouvir expressiva fatia do eleitorado. E o faz com a profundidade de um pires. Vila Madalena e Leblon podem não admirá-lo (duvido!), mas o Jardim Ângela e a Baixada o escutam.

Em 1989, depois de 21 anos de ditadura e do governo desastroso de Sarney, os eleitores buscavam um salvador que fosse contra tudo aquilo que ali estava. O segundo turno foi disputado pelos candidatos que melhor encarnaram esse papel — Collor e Lula.

O triunfo da corrupção sobre a esperança, a herança maldita deixada por Dilma e a ponte para o futuro que virou uma pinguela recriaram as condições para uma nova procura do salvador. Sob o codinome de Mito, Bolsonaro se oferece em sacrifício.
Esse filme já passou. No fim, o bandido morre. Mas a que custo!

(Foto: TV Globo/Reprodução)

9 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    A estratégia de espicaçar e esmigalhar os candidatos está indo por água abaixo. Nenhuma pergunta construtiva, apenas cobranças do passado e de posições politicamente corretas. Além disso, a insistência em dizer que Roberto Marinho cometeu um erro ao apoiar a ditadura, que seus sucessores só tomaram coragem para papaguear em 2013, depois que o fundador virou cinzas, é um despropósito e um desserviço à memória daquele, sem o qual, essa rede seria apenas outra rede Tupy, falida e fracassada.

  2. Não concordo que Bolsonaro seja salvador da Pátria, mas que é o ÚNICO que, com Certeza, NÃO vai dar INDULTO ao Luladrão, isso é, porque o Alckmin se for para o 2º Turno vai trazer o PT para seu o lado e a consequência será o Lula Solto!

  3. PEDROCA DO SUDOESTE Responder

    Já dizia meu saudoso avô, quem pergunta o que não quer, ouve a mesma coisa. A jornalista RENATA VASCONCELOS, teve a resposta que não queria a respeito da equiparação de salários entre homens e mulheres, chegou a perder a linha. A GLOBO nesse horário poderia explorar melhor os candidatos com propostas, o país tem tantos problemas sérios e graves, ficam se apegando a picuinhas seu BONER E companhia. Se achavam que iriam massacrar o Bolsonaro, o tiro saiu pela culatra.

  4. A Poderosa fez mais pelo capitão do que ele podia imaginar, se já não saiu vencedor no primeiro turno tem tudo para sê-lo no segundo. Agora os outros candidatos já conhecem o caminho das pedras, o capitão pôs os pingos nos is, ou os apresentadores do jornal vão ser mais espertos e escolherem melhor as perguntas, ou vão tomar na cara novamente.

Comente