Uncategorized

Sem trem-bala, mas com folha de pagamento

Que tal a Empresa de Planejamento e Logística? Atende pelo apelido de Estatal do trem-bala, foi criada em 2012, no governo Dilma Rousseff, para tratar do trem de alta velocidade entre as cidades do Rio de Janeiro e Campinas.
O orçamento do enfeite é de R$ 69,36 milhões; conta com 146 funcionários, a maioria comissionados. Muita gente ganha acima de 20 mil temers por mês. Mas como para tudo há uma explicação, Jorge Bastos, o presidente da EPL, diz que a empresa já produziu 60 projetos.

(Foto: Darley Shen|Reuters)

3 Comentários

  1. SERGIO SILVESTRE Responder

    Pronto, já começou a perceguição contra esses c oitados, que não tem cul,pa de estarem bem empregados, só porq

  2. SERGIO SILVESTRE Responder

    pronto, já começou a perseguição desses coitados que estão bem empregados só porque Dilma os nomeou. Fosse obra da direita odiosa estaria tudo bem.

  3. antonio carlos Responder

    Com certeza dentre estes 60 projetos estão o metrô de Curitiba, o VLT ou VLP como propunha a filha da dona Cida quando era candidata à prefeitura de Curitiba, não é muito pouco para uma estatal tão cara? Depois tem gente que é contra a privatização de estatais, alguém é a favor desta estatal?

Comente