Uncategorized

O comportamento dos Batista nesta eleição

Empresa não pode fazer doação para candidatos. Mas pessoas físicas estão livres para colocar a mão no bolso e financiar campanha. Os irmãos Batista, donos da JBS, a maior patrocinadora das eleições de 2014 (R$ 362 milhões), resolveram que é melhor não chegar perto do assunto. Um comunicado da firma avisa: “A JBS respeita a legislação e o direito de seus colaboradores participarem do processo político. Proíbe, porém, qualquer doação política em valor, bens ou serviços em nome da companhia. Além disso, diretores e presidentes de negócios estão proibidos de realizar, de forma direta ou indireta, qualquer doação em valor bens ou serviços, mesmo como pessoa física”.

(Foto: Adriano Machado/Reuters)

3 Comentários

  1. eleitor desmemoriado Responder

    Agora tem bem mais gente para agradar, então é melhor economizar, os açougueiros goianos não sabem quanto ainda tem que gastar com advogados.

  2. Agora ficou bom pq o doador tem que ter renda comprovada para doar.. SENÃO VAI CAIR NAS GARRAS DO FISCO E SE NÃO COMPROVAR RESPONDERÁ PROCESSO FISCAL E CRIMINAL POR SONEGAÇÃO!! VAMOS MORALIZAR ESSA BAGUNÇA CHAMADA CORRIDA ELEITOREIRA QUE ATÉ ENTÃO TINHA AO MESMO TEMPO DOIS GOVERNANTES (O DE FATO E O DE DIREITO)..

Comente