Uncategorized

Igreja ameaça processar advogado de agressor de Bolsonaro

A igreja Testemunhas de Jeová acionou o departamento jurídico depois que o advogado de Adélio Bispo de Oliveira (o homem da facada) declarou que seu cliente foi contratado por uma pessoa ligada à igreja.
Após uma confusão de afirmações e a ameaça de processo, o advogado mudou um pouco a afirmação: “É uma pessoa que conhece o Adélio do meio evangélico, não necessariamente Testemunha de Jeová”. A igreja quer uma retratação pública ou o lance vai caminhar nos tribunais.
Sobre a defesa de Adélio, o advogado conta que estuda pegar a trilha de “crime cometido por motivo de relevante valor social ou moral”, para isso prepara material compilando declarações negativas de Bolsonaro em relação a mulheres, negros e homossexuais. Para este tipo de crime, o Código Penal prevê pena mais branda.

1 Comentário

  1. Lógico que quer processar. Nenhuma igreja quer seu nome associado a uma tentativa de assassinato.
    E dizer que uma igreja está bancando os honorários de advogados cujos honorários são muito, mas muito caros é muito, mas muito conveniente, além de muito, mas muito suspeito mesmo.
    Ainda tem muita sujeira debaixo deste tapete.

Comente