Uncategorized

Haddad acena a PSDB e mulheres

A estratégia de Fernando Haddad para conquistar o voto feminino, o que mais rejeita Jair Bolsonaro, passa por vários caminhos, o que entra em destaque agora é a defesa de que o impeachment de Dilma Rousseff tem tintas misóginas.
E tem mais, para emplacar a ideia de que tem possibilidades de união com outras frentes, começou um namoro com alguns tucanos. “Tem muitas pessoas que apoiaram o golpe e estão revendo sua posição. O próprio PSDB já fez uma autocrítica. Isso constrói possibilidades de diálogo”, disse Haddad ontem, citando Tasso Jereissati, que afirmou ao Estado de S. Paulo que apoiar Michel Temer foi um erro.

(Foto: Divulgação/Fernando Cavalcanti)

2 Comentários

  1. eleitor desmemoriado Responder

    O poste do 51 está fazendo a coisa certa, sabedor do adesismo doentio dos tucanos agora lhes faz um afago. E quer se aproveitar das mulheres jogando-as contra os homens que, como sabe bem o poste do 51 a maioria está ao lado do capitão. Mas este engana-que-eu-gosto veio tarde demais, a única coisa que o poste do 51 pode fazer é tentar diminuir o prejuízo, não fazer um papel feio demais, além do de poste.

Comente