Uncategorized

Dono do Condor fecha acordo e evita multa após carta pró-Bolsonaro

do Bem Paraná

O presidente do Grupo Condor, Pedro Joanir Zonta, assinou nesta terça-feira (2) um acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT-PR) para a divulgação de nota de esclarecimento sobre a carta encaminhada aos trabalhadores da rede de supermercados na última segunda-feira (1), em que defendia a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República.

O documento foi encaminhado, ao término da audiência, ao grupo de WhatsApp que recebeu a carta. Na sequência, será também enviado para todos os trabalhadores que tenham acesso ao-mail institucional da rede de supermercados. Além disso, a carta deverá ser impressa e afixada junto aos sistemas de registro de ponto, em substituição à anterior.

De acordo com o MPT, em até 48 horas, deverá ser publicado um texto, no site do Condor, com um extrato da nota pública do Ministério Público do Trabalho, assinada na segunda-feira (1º) pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury.

Em caso de descumprimento do acordo, o MPT estabeleceu multa diária de R$100 mil.

7 Comentários

  1. Ridículo!, o dono se posicionando e o Mp questionando. Isso é efeito PT no Brasil. Liberdade de expressão só pro nove dedos!

  2. Cadê a liberdade de expressão? Vivemos em uma ditafura agora? Bolsonaro será eleito dia 7 no primeiro turno!

  3. Será que este procurador sabe que todos, empregados e empregadores, podem expressar sua opinião política por estarem protegido pela Constituição Federal? Onde está a liberdade e o diálogo franco que esta Justiça do trabalho tanto prega?. Onde está o direito de um empresário que oferece milhares de empregos e que resistiu as tentações dos grupos multinacionais que invadiram o setor de alimentos no país, de dizer o que pensa e se expor como exemplo num momento em que o país está por sair do vermelho para o verde, branco azul anil, como diz aquela música dos Incríveis, cujo refrão é “.. meu Brasil eu te amo, meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil, ninguém segura a juventude do Brasil”. Um conselho ao procurador Ronaldo Cury:” volta para a escola meu velho e vê se aprende a respeitar o direito dos outros”

  4. Não Roberto. o MPT se posiciona a carta do dono do Condor mandando votar no bolsonaro não contra seu posicionamento, imagine se um governador mandasse cartinha pedindo para votar nele. Escândalo mas é claro que quando é a favor do ego deles pode tudo

  5. Esta mais que na hora de acabarmos com esse tal MPT. Bolsonaro nessa camarilha de esquerdistas.

Comente