Uncategorized

A rejeição é maior que a intenção de votos

O eleitorado brasileiro, segundo a última pesquisa Datafolha*, está mais contra que a favor dos líderes das pesquisas para presidência da bananeira.
Bolsonaro pontuou 32% das intenções de voto. Mas tem a marca de 45% que diz que não votará nele de forma alguma.
Haddad computou 21% das intenções de voto e 41% de rejeição.
Seja quem for o novo dono da cadeira, não terá vida fácil.
Para se ter uma ideia, Michel Temer, quando colou o terno de presidente tinha uma rejeição de 31%, alguns meses e muitas trapalhadas e escândalos depois o fizeram bater o recorde de presidente mais rejeitado da história. A população é um barril de pólvora, mas a sorte dos mandatários é que a rejeição é pacífica.

* Pesquisa contratada pela Folha de S. Paulo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-03147/2018 divulgada terça-feira, 2 de outubro, que ouviu 3.240 eleitores, com margem de erro de 2 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%.

2 Comentários

  1. Em resumo uma minoria decidindo pela maioria, esta na hora do eleitor mais consciente, politizado entrar em campo e nesta reta final final fazer um esforço e tentar mudar esse cenário. Se continuar como está, a opção para o segundo turno será o pior ou ruim, a cruz ou a espada, e assim vai. Vamos gente, fale com seus familiares, amigos, colegas de trabalho afinal essa semana é decisiva. Temos que dar um basta ao extremismo, Brasil não merece isso.

  2. Pesquisas com envolvimento de Globo, Ibope, UOL, Folha de São Paulo e Datafolha, na minha modesta opinião, não merecem qualquer crédito.
    Até bem pouco tempo, tentavam a todo custo fazer acreditar que Bolsonaro iria cair, tentando manipular opiniões. Como não conseguiram, estão aos poucos se adequando ao quadro real para tentar recuperar um pouquinho de credibilidade.
    As pesquisas que estavam próximas do que a gente via na real era as do BTG/PACTUAL e não tão real mas bem próximo, a PARANÁPESQUISAS. Essas já apontavam para o quadro hoje demonstrado.
    Quanto a um possível segundo turno, eles continuam tentando convencer o eleitor de que Bolsonaro perde mas, logo logo vão mudar também.
    Com certeza, esses dois institutos (BTG/PACTUAL e PARANÁPESQUISAS), se continuarem a trabalhar com seriedade, irão se tornar os dois únicos merecedores de crédito em todo o pais.
    Quanto aos demais, estão totalmente desacreditados!

Comente