Uncategorized

Maradona quer ser ser vice de Cristina Kirchner

Diego Maradona disse em entrevista ao jornal argentino Clarín que seria vice em uma candidatura de Cristina Kirchner às eleições presidenciais de outubro de 2019 e que a ideia foi de Fidel Castro, que antes de morrer o aconselhou a tratar da vida dentro da política.
Entre uma pergunta e outra, Maradona aproveitou para criticar o governo de Mauricio Macri e de Donald Trump: “Ver um país que era estável e, de repente, tudo cai como se fosse um boneco de neve. Os americanos querem se apoderar de tudo”.

(Foto: Reprodução)

3 Comentários

  1. Chupeta nada, mais um aspirador!
    Ótimas referências de responsabilidade oara governar um país.
    Insistir no erro é burrice, e acho que o Brasil quer melhorar! A Argentina que se dane. Agora nossos problemas internos necessitarão de um faxina e de muito trabalho e esforço para reconstruir essas ruínas.
    Está mais do que provado e escancarado que alguns não sabem perder. Portanto devemos nos preparar para uma longa batalha pela pacificação social.
    Mais deveres como condicionantes ao exercício dos direitos e liberdades, sem restringir, mas limitando e compartilhando responsabilidades.
    A partir de 2019 um grande mercado se aproxima para a advocacia cível. A ausência de limites morais nas redes sociais já nos mostra inumeras pretensões favoráveis à responsabilidade civil de agressores.
    Ou o povo se educa e respeita o proximo, ou sentirá no Bolso!! Kkk

  2. eleitor desmemoriado Responder

    Cada povo tem a Dilma e o Hadad que merece. Fora Macri, volta Madame K e os seus cuadernos de coimas.

Comente