Uncategorized

Marina, a culpada

Após as urnas informarem seu inesperado retorno ao patamar de votação dos nanicos, Marina Silva tratou de aliviar os seus.
Ela se responsabilizou pelo vexame e lembrou que insistiu em ser candidata apesar dos alertas que recebeu sobre a dificuldade dessa eleição, com bem menos dinheiro e muito mais concorrentes.

 

2 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    A dama da floresta nunca foi diferente dos outros políticos tradicionais. Montou um partido para ser a candidata e tornar sua capitania hereditária. É igual a todos os outros caciques e morubixabas da política tradicional e só engana os incautos.

Comente