Uncategorized

Os gastos das campanhas para o Senado

Foram declarados como recursos recebidos para gastos com a campanha para o Senado:

Alex Canzinai (PTB): R$ 1.393.593,12
Beto Richa (PSDB): R$ 1.972.466,22
Luiz Adão (DC): R$ 35.000,00
Flavio Arns (Rede): R$ 294.618,00
Gilson Mezarobba (PCO): R$ 600,00
Jacquelini Farmigiani (Psol): R$ 12.346,18
Miriam Gonçalves (PT): R$ 2.213.800,00
Nelton Friedrich (PDT): R$ 590.000,00
Oriovisto Guimarães (Pode): R$ 2.916.000,00
Roberto Requião (MDB): R$ 2.053.600,00
Rodrigo Reis (PRTB): R$ 23.600,00
Rodrigo Tomazini (Psol): R$ 9.152,18
Joselaine Barroso Ferreira (Patri): R$ 8.900,00
Zé Boni (PRTB): R$ 10.490,00

Na relação custo/benefício, Oriovisto gastou R$ 0,98 por voto; Arns, R$ 0,12.

4 Comentários

  1. ENTÃO, O CARA FAZ DOAÇÕES POLPUDAS PARA TER VOTOS TRANSFERIDOS, JÁ QUE É UM MORTO POLITICAMENTE. E ISSO NÃO É CUSTO???KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  2. Uau que o dono do Positivo tenha gastado quase R$3 mil se admite, é rico. Mas Maria Louca e a ex-prefeita gastarem mais de R$ 2 mil é muita coisa, sendo que a dupla nunca declarou milionária. Do Betinho até se entende, a mulher sempre foi tudo menos pobre.

  3. Não tem que dividir nada não. Soma tudo e pôe na conta do único otário que pagou: um sujeito idiota que caiu na conversa da “esquerda” contra as doações privadas criando um fundo público milionário com dinheiro do imposto que falta na segurança, saúde, educação e por aí vai… Um cretino chamado CONTRIBUINTE.
    Janaína Pascoal, a maior votação do Brasil, não chegou a gastar 50 mil reais.A inePTa Dilma gastou algo em torno de 4 milhões. Notem que entre os “líderes” na lista estão dois “esquerdopatas”, sendo que uma não tinha chance nenhuma de chegar a lugar algum. Muita gente afirma que uma boa forma de ficar rico sem se incomodar é perder uma eleição. Sempre tem sobras de campanha.

Comente