Uncategorized

Decreto autoriza colégio
da PM em Cascavel

Na última quinta-feira (11) foi assinado, pela governadora Cida Borghetti, o decreto que autoriza a criação do colégio da Política Militar em Cascavel. Maringá e Cornélio Procópio também receberam autorização para implantação do colégio. A direção das escolas será feita pela Polícia Militar e a gestão pedagógica administrada pela Secretaria de Estado da Educação.

As tratativas foram iniciadas em 2017 pelo governador eleito Ratinho Junior em parceria com o deputado federal Evandro Roman (PSD-PR). O resultado do projeto é transformar o Centro Nacional de Treinamento de Atletismo de Cascavel em um complexo com o colégio da PM-PR administrado pela Polícia Militar.

Para o deputado federal Evandro Roman (PSD-PR) o decreto representa uma conquista. “Um passo muito importante para a qualidade do ensino de Cascavel e um sonho realizado. Estou envolvido desde a concepção do centro de treinamento, que agora vai contar com a confiança da instituição Polícia Militar e sua capacidade de gerir um projeto desse porte, que envolve o futuro de alunos e atletas da nossa região”, destacou Roman.

Para Ratinho Junior, “o centro terá seu espaço otimizado, associando a prática esportiva de alto nível com o padrão de ensino referendado pela boa gestão e exemplo do Colégio da Polícia Militar do Paraná, em Curitiba”, disse.

Os novos alunos da unidade de Cascavel, que entrarão em 2019, vão passar pelo processo seletivo da Polícia Militar como já acontece nas unidades de Curitiba e Londrina. A comandante-geral explicou que o colégio passa a ser um Órgão da Polícia Militar (OPM), que segue os preceitos didáticos e pedagógicos da Secretaria de Educação.

VAGAS – Pelo mesmo decreto foram ativadas três vagas de major, sendo uma para cada colégio. Eles terão a função de gerenciar a unidade. Também foi criada uma vaga de capitão para atender a demanda de Guaratuba.

1 Comentário

Comente