Uncategorized

Bolsonaro diz que acabará com o ‘coitadismo’ de gays e negros

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro , disse ontem que, se eleito, acabará com o que chamou de “coitadismo” de negros, gays, mulheres e nordestinos, e afirmou que políticas afirmativas como cotas para ingresso em universidade reforçam essa noção. As informações são d’O Globo.

Em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, Bolsonaro disse que esses “coitadismos” visam dividir a sociedade e que os brasileiros representam “um só povo, sob a mesma bandeira”.

— Tudo é coitadismo — definiu ele. — Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil, vamos acabar com isso.

7 Comentários

  1. Sim, são pessoas normais como qualquer outras, ninguém é melgor e nem pior do que ninguém, direiros iguais perante a Lei, certíssimo Capitão Jair!

  2. Jéssica Cláudia Responder

    Por isto que votarei nele!!
    Não aguento mais esta história: Só pq eu sou gay?
    Eu tenho amigo, gay, gordo, nanico, polaco, negrão, bixa … e não os distingo por gênero, cor, estatura, dinheiro…, e sim pelo CARATER !!

  3. Pura verdade, referente a cotas na universidades, elas devem ser por enda e não por cor da pele.

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Quando na Oposição, Lula descia o sarrafo nos vales da dona Ruth. Dizia-os eleitoreiros, que o povo votava com a barriga, que acabava com a dignidade de quem os recebia.

    Eleito, esperto, juntou todos num só, a quem batizou de Bolsa Família.

    Tem uma canção de Luiz Gonzaga que diz que a esmola envergonha a quem a recebe.

    Hora da execução duma proposta para erradicar a miséria, botando os rapazes carentes no batente das valetas para o saneamento básico, tarefas assim. E dê-lhe vasectomia, sim senhor.

Comente