Uncategorized

União da Vitória vai integrar
Pacto Global da ONU


União da Vitória é uma das cidades brasileiras convidadas para participar do lançamento do Pacto Global das Nações Unidas – City Partnerships Challenge – nesta terça-feira, 6, em Madri, na Espanha. “Estamos com projetos, como o no plano de reurbanização, que contribuem com a proposta da ONU nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e que são capazes de atrair novos investimentos e consolidar União da Vitória com um polo regional de economia forte e com qualidade de vida”, disse o prefeito Santin Roveda.

O encontro que segue até quinta-feira, 8, terá debates e vai reunir líderes e gestores para acelerar as ações, parcerias e investimentos para atingir os objetivos de desenvolvimento sustentável. “É importante para União da Vitória marcar sua presença no Conselho Mundial da CGLU (Cidades e Governos Locais Unidos), representar as cidades paranaenses engajadas no projeto City Partnerships Challenge e participar da formação de uma rede de cidades conectadas pelo projeto”, defende Santin.

O prefeito Santin Roveda adianta que União da Vitória já se comprometeu com os objetivos no ONU em duas frentes. Ao traçar seu novo plano urbano, elaborado pelo arquiteto Jaime Lerner, que prevê novo zoneamento com áreas de preservação e para instalação de empresas, implantação de novos parques, malha cicloviária, pontos de encontros e lazer, equipamentos e mobiliário urbanos (como novos pontos de ônibus e sinalização) e novo ordenamento do trânsito.

Qualidade de vida – “São uma série de projetos e ações que privilegiam o bem estar do morador de União da Vitória e ao mesmo tempo projeta a cidade para os próximos 30 anos com espaços e áreas para novos investimentos, o que vai garantir mais empregos, crescimento econômico e social”, completa Santin.

Outro ponto destacado por Santin Roveda aponta União da Vitória entre as 50 melhores cidades para envelhecer no Brasil. Estudo do Instituto de Longevidade Mongeral, em parceria com a FGV, aponta que a cidade apresenta as sete principais variáveis positivas de qualidade de vida para quem tem mais de 60 anos: cuidados de saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação e trabalho, cultura e engajamento e indicadores gerais.

“União da Vitória é boa para envelhecer e também reúne características específicas para oferecer qualidade de vida à população. Temos uma natureza exuberante, segurança, bons serviços públicos e a economia em pleno desenvolvimento”, disse o prefeito Santin Roveda.

Conheça o Programa Cidades da ONU
O Programa Cidades recebeu mais de 150 solicitações de adesão à City Partnerships em todo o mundo nesta primeira etapa. No Brasil, há dois grupos viáveis: um no Paraná e outro em São Paulo. Há também grupos de cidades inscritas na África, na Índia e na região do Pacífico.

Esses grupos serão anunciados durante a recepção organizada pelo Programa Cidades e cidade de Madrid – o Paraná é representado no evento pelo Governo do Estado e por alguns prefeitos convidados.

Os objetivos da recepção de rede de cidades da City Partnerships organizada pelo Programa Cidades e cidade de Madrid são:
1. Promover a parceria entre Madri e Programa Cidades em apoio às parcerias entre cidades da região.
2. Promover a primeira onda de agrupamentos cidades que vão participar da City Partnerships Challenge a ser implementada a partir do início de 2019 (o primeiro grupo de cidades deverá ser do Paraná, demonstrando mais uma vez o protagonismo histórico do Estado com as agendas globais de desenvolvimento sustentável)
3. Promover o Hub Local 2030 que será estabelecido pela cidade de Madrid – o Hub do Paraná foi instalado dia 21 de setembro último no Chapéu do Pensador da Copel.

Programa do Encontro
6 de novembro (terça-feira)
11h30 – 13h30 – Debate Político: necessidades local versus competências locais – O desafio dos governos locais em tentar satisfazer as demandas das comunidades

7 de novembro (quarta-feira)
9h30 – 11h30 – Diplomacia para a paz: para um manifesto CGLU para a promoção da paz a nível local
11h45 – 13h45 – Governos Locais levando à transição ecológica
14h45 – 16h45 – Direito à cidade para todos: enfrentar os desafios e oportunidades de migração
17h – 19h – A dimensão territorial da localização do ODS
Noite – Recepção networking organizada pelo Programa Cidades do Pacto Global da ONU e Cidade de Madrid para anunciar a primeira onda de cidades que participarão da City Partnerships (Desafio das Parcerias Urbanas).

8 de novembro (quinta-feira)
Reunião executiva com representantes do Programa Cidades para alinhamento das próximas ações.

2 Comentários

  1. Luiz Flávio Reply

    Cuidado prefeito, esse aí vendeu ICMS podre, vendeu o BANESTADO, o
    BAMENRINDUS para os Gringos, utilizou dinheiro da compra de Ações da SERCOMTEL para campanha política, baixou o Pedágio em 50% para se eleger (Em troca de aditivos contratuais isentando as empresas de Pedágio das suas obrigações nas duplicacoes etc e tal), tentou vender a SANEPAR e COPEL. Se Bobear vende o seu município. É uma pena que o Sérgio Moro não estava na ativa ainda.

  2. Todo politico deveria se espelhar no Jaime Lerner, para saber o que NÃO fazer na administração pública, pois o povo paranaense está pagando a ‘conta’ do pedágio mais caro do BR até hoje.

Comente