Uncategorized

Ratinho Jr e a APP Sindicato

Ratinho Junior participou de uma reunião com a diretoria da APP Sindicato, que representa os professores e funcionários das escolas públicas do Paraná. No encontro, o presidente da entidade, Hermes Leão, desejou “sucesso e um mandato profícuo” ao governador que garantiu a abertura de diálogo permanente.
Leão destacou que os professores têm a consciência de que não há passe de mágica, de que “não é no primeiro dia do novo governo que todas as coisas vão se resolver”, mas que espera a busca do entendimento com o novo governador. Ratinho Júnior garantiu que esta será a sua maneira de governar: “teremos uma mesa permanente de diálogo e de debate”. Ele reafirmou a sua proposta apresentada durante a campanha de fazer um planejamento com previsão de reajuste salarial para os quatro anos seguidos. “Esse modelo de negociação que vem sendo praticado, com paralisação para rever índices a cada ano é inviável”.
Ratinho se comprometeu a fazer um cronograma de trabalho com a equipe de governo e representantes da APP Sindicato para definir as ações e reafirmou a sua preocupação em garantir um ensino de qualidade, valorizando o ambiente de ensino com respeito aos professores e aos alunos.
A reunião com os dirigentes da APP Sindicato foi acompanhada pelos deputados estaduais Guto Silva (PSD), vice-presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, e Professor Lemos (PT).

6 Comentários

  1. LUIZ DO LITORAL Responder

    RELEMBRANDO QUE:

    APP sindicato -PR acusada de ser braço do PT
    24 de janeiro de 2018 – 11h 44

    Gleisi-Hoffmann-e-Hermes-LeãoO jornalista Denian Couto, da Jovem Pan/RIC News, afirmou na segunda-feira, 22, que a APP Sindicato do Paraná é um braço do Partido dos Trabalhadores (PT), usada como ferramenta política ou aos próprios interesses do sindicato. Couto disse categoricamente que A APP-Sindicato “não serve aos professores. A APP serve ao PT”.

    Segundo ele, enquanto o presidente da APP Sindicato, Hermes Leão, presta sua solidariedade à Lula e ao PT em Porto Alegre no julgamento da apelação do ex-presidente contra sua condenação em 1ª Instância, , professores temem que o posicionamento político rasgado de Leão, contamine as negociações entre a classe do magistério e o governo do estado do Paraná

    Não é novidade as críticas contra o fisiologismo da APP sindicato, que não esconde atrelamento ao PT.

    Enquanto o sindicato perde seu caráter de representação do magistério e ganha contornos de quintal do PT, os professores ficam cada vez mais desmotivados com a causa. Na foto um dos muitos affairs com o PT, presidido pela senadora Gleisi Hoffmann

    Ou a APP SINDICATO entra na linha e para de querer doutrinar nossos filhos com esta IDEOLOGIA PETISTA / DE ESQUERDA MALDITA, ou vai cair na extinção.

  2. Na campanha, a APP não ficava buzinando toda hora que o governador eleito estava lá barbarizando os “professores” no Centro Cívico junto com seus pares? Depois dessa derrocada do partido a quem eles servem na eleição, estão amansando a conversa?

  3. servidor atento Responder

    Todos no mesmo barco …

    Em 2018, parte do funcionalismo do PR teve 2,76% de reposição salarial (data base) !

    O funcionalismo do Poder Executivo e somente eles (magistério, policiais, saúde, agricultura / meio ambiente, etc) está há mais de 34 meses com os mesmos salários.

    A defasagem inflacionária já atinge 14,73% (jan.2016 a out.2018) e a perda salarial já é de quase 2 salários.

    Será que o governador eleito Ratinho JR, ainda está lembrado de seu empenho eleitoral na Alep-PR por 2,76% para todo o funcionalismo do PR e não somente para aqueles do TJ-PR / MP-PR / DF/PR / TCE-PR E ALEP-PR ?

    Promessa é dívida !!E honrá-la é o que se espera !

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Hora dos professores tirarem dos seus cangotes, a cangalha da APP-PT. Acabou a obrigatoriedade do imposto sindical.

Comente