Uncategorized

Ratinho Junior vai reforçar a segurança na fronteira e criar a “Cidade da Polícia”

O governador Ratinho Junior adiantou neste sábado, 5, que vai reforçar a segurança na fronteira de Foz do Iguaçu com o Paraguai e Argentina e também vai criar o que chamou de “Cidade da Polícia” e a “Escola Segura”. “Temos que ter uma política de fronteira muito forte. Esse trabalho precisa ser unificado com policiamento federal, militar e com o exército integrado a essas polícias. (Vamos) buscar investimento e ter o material técnico qualificado para dar o melhor ambiente de trabalho para os nossos policiais, com boas viaturas, bons armamentos”, disse Ratinho em entrevista a repórter Mareli Martins da Rádio T.

“Vamos planejar a área de tecnologia e criar a cidade da polícia. Será um prédio de integração de todas as forças de segurança, que vai desde de guarda municipal, defesa civil e exército. Cada um na sua responsabilidade, mas pensando junto e criando estratégias”, adiantou o governador.

Outro objetivo, segundo Ratinho Junior, é levar o policial mais perto da família. “Um compromisso de campanha, e que vamos criar é a escola segura. Vamos trazer policiais da reserva para ficar na porta das escolas, para dar tranquilidade para os pais e mães e professores, que muitas vezes são agredidos em sala de aula, e, em especial, aos alunos para que possam ir para a escola sem ser aliciados por malandros com o intuito de oferecer drogas”, afirmou.

“Essa é uma das prioridades do meu governo, vamos economizar o máximo possível para atender essa demanda”, completou.

4 Comentários

  1. Governador está com boa vontade de inovar, deve ter cuidado para que as questões teóricas sejam efetivadas na práticas, todos sabem que os órgãos de segurança não se conversam, agem isolados. Outro exemplo é como vai fazer para que os policiais fiquem próximos de suas famílias, o Estado é muito grande, mas policiais aposentados sendo aproveitados com o seu conhecimento adquirido durante a estada na polícia muito boa.

  2. O assunto da provável incorporação do IAPAR está rendendo protestos.
    Comentei há poucos dias. Ou se implanta uma nova estrutura dentro de um mês ou tudo vira um sonho de verão. A propósito. Sugeri também adequar a estrutura às atividades prioritárias, de competência constitucional e legal do governo do Estado. Alguém já pensou que a educação inclui basicamente o ensino, a pesquisa e a extensão ???? Qual o papel do governo estadual neste processo e em que níveis deve atuar ?

    Enquanto isto………. vamos ver o caso dos aeroportos…………

  3. Parabéns governador, quem valoriza as Polícias está valorizando a sociedade também, porque viver sem segurança é um inferno. Vamos mostrar que no Paraná vagabundo não tem vez e muito menos lugar.

  4. Como pode fazer cidade da polícia… Com contingente de 15 anos atrás e não valorizar as polícias sem data base… Contra as promoções… Isso e hipocrisia.

Comente