Uncategorized

Moro no mercado: ‘A roubalheira do PT é pauta, mas a do PSL, não?’

Sergio Moro já começou a ouvir os primeiros gritos cotidianos a respeito de seu papel como ministro da Justiça. Num supermercado em Brasília foi questionado: “Por que o Queiroz não é pauta? A roubalheira do PT é pauta, mas a do PSL, do Queiroz não é pauta do governo? Ele [Moro] não pode falar sobre isso?”.

O ex-juiz aparece ao fundo do vídeo, em um dos caixas do supermercado. Mais próximo da gravação está Marcos Koren, segurança do ministro, com quem o autor do vídeo discute. Koren diz não conhecer Moro e tenta acalmar o manifestante. “Estou gravando porque tenho um celular, estou em um ambiente público”, rebateu o autor. “Você está sendo desagradável e mal-educado com todo mundo aqui”, disse Moro.

No vídeo também é possível ouvir uma voz feminina que pede para Moro “salvar Fortaleza e o Ceará” —o estado vive uma onda de violência que motivou o envio da Força Nacional de Segurança, determinado pelo próprio Moro.

A assessoria de Moro confirma o episódio, mas afirma que o ex-juiz não se lembra ao certo quando ocorreu.

Nesta terça (8), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou que a Polícia Federal reforce a segurança pessoal de Moro.

“Diante de informações sobre situações de risco decorrentes do exercício do cargo de titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, determino à Polícia Federal providências no sentido de garantir, diretamente ou por meio de articulação com os órgãos de segurança pública dos entes federativos, a segurança pessoal do Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública e de seus familiares”, diz o texto, publicado no Diário Oficial da União.

Com informações da FolhaPress.

14 Comentários

  1. Como os Ptistas são nojentos, porque não faziam isso quando lula e dilma governaram.
    Queiroz tem que ser investigado, assim como todos os que passaram pelo governo e limparam os cofres.

  2. Petista imbecil, mal educado, sem vergonha devia ter sido preso por desacato a autoridade,

  3. Aprigio Fonseca Responder

    Lixos,o rapaz disse uma grande verdade lixos que se prostituem pelo poder,eu sempre disse aqui nesse blog que o Moro éra um juiz canalha e agora da mostras claras disso.E agora tem que aguentar muitas bordoadas,

  4. Quando o PT estava no governo, não vi esses lixos pedindo soluções para a criminalidade e nem combatendo a corrupção. Tem que quebrar os dentes desse tipo de gente!

  5. Petista imbecil, não abria a boca pra falar da quadrilha do PT e até hoje defende o Lula.

  6. ESTAMOS DE OLHO Responder

    ESPERAR O QUE DESTE PETISTA ESCROTO,PORQUE NAO
    VEM EM CURITIBA NA SEDE DA PF BATER TAMBOR E
    PERGUNTAR AO CHEFE DA ORCRIM O QUE ELE FEZ COM
    O DINHEIRO DA PETROBRAS QUE ELE SURRUPIOU,SO PARA
    LEMBRAR ELE(O LULA TA PRESO BABACA).

  7. Lixos são esses esquerdistas vagabundos que roubaram o país inteiro, traíram a confiança do povo brasileiro e agora querem se passar de honestos, em vez de cobrar o investigação do motorista , se informe de qual partido teve assessor pego na botija com mais de trinta milhões movimentado na conta, só podia ser do PT, mas a imprensa não fala nada.

  8. O PTralha Sergio Silvestre de vez em quando se traveste de Aprigio Fonseca, mas logo é desmascarado, pois a ralação de cotovelo continua…
    #LULA ESTÁ PRESO SEUS BABACAS…

  9. Parreiras Rodrigues Responder

    Um erro não justifica outro erro. O erro do Queiroz – patente, evidente, flagrante, indefensável, deve ser julgado e punido. Mas petistas querendo justificar a quebradeira do país inteiro que resultou em 13 milhões de desempregos, numa saúde doente, numa infraestrutura senegalesa, num ensino zerado, é um estúpido tapa na cara da brasileirada.

  10. ….A Pt zada…ainda estão azedos, isso é fato…..Mas quero ver Bossonaro e equipe botando pra quebrar, sem tangenciar, se der mole o sistema vai tomando a rédea das coisas. Pulso firme….Acho razoável rever a nomeação do filho do mourão…O rapaz pode ser hiper competente, mas pegou mau né. Assim parece seguir cartilha de governantes, e velhas raposas conhecidas, em outras esferas governamentais e que a população repudia. “Assim vamos continuar dizendo basta estar lá”. para continuar a fazer o mesmo de seus antecessores, acomodando os seus.

Comente