Uncategorized

Zema queimou a língua

No dia 15 de janeiro, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema , teve encontro com representantes da Samarco, empresa que tem a Vale entre seus acionistas, para conversar sobre os planos da companhia para abrir postos de trabalho ao retomar atividades após o desastre de Mariana em 2015. Zema correu para o Instagram a fim de propagandear um suposto investimento de R$ 500 milhões da empresa no Meio Ambiente para que “nunca mais aconteçam acidentes como o de Mariana em nosso estado”. Dez dias depois, o rompimento da barragem de Brumadinho mostra que o otimismo de Zema com a promessa da empresa não se sustentava. As informações são de Murilo Ramos na coluna Expresso da Época.

1 Comentário

  1. antonio carlos Responder

    Mas todo mundo sabe que a pressa é inimiga da perfeição. Como o estado mineiro está mais do que quebrado qualquer papo de investimento é música no ouvido de qualquer um. Mas a coisa vai ficar feia quando começarem a perguntar porque as punições a outra mineradora ficaram só na faz-de-conta, qual será a razão se é que existia alguma.,

Comente