Uncategorized

Janaína Paschoal defende Bebianno

Em vários posts publicados no Twitter, Janaína Paschoal dá uma aliviada na barra de Gustavo Bebianno, que foi torrado em praça pública pelos Bolsonaro.

“Durante a campanha, Bebianno me ligou duas vezes, oferecendo o fundo eleitoral. Eu recusei, pois decidi usar apenas recursos próprios. Em nenhuma oportunidade esse rapaz sequer sugeriu qualquer tipo de contraprestação”.
“Ele só falou que o dinheiro poderia ajudar a potencializar minha campanha. Eu disse que ele tinha razão, mas que eu preferia fazer minha campanha do meu jeito”.
“Em meio a tantas acusações, eu fiquei pensando: se ele tinha um esquema de desvio, iria oferecer mandar dinheiro justo para mim? Iria insistir? Entendo que não”.
“Até onde foi noticiado, as situações suspeitas ocorreram em Minas Gerais e em Pernambuco, Bebianno é do Rio de Janeiro. Vejam, Bebianno pode ou não ficar no governo, insisto que a situação não me compete. Mas se sair, que seja porque não o desejam por lá”.
“Testemunhei, em vários momentos, a devoção de Bebianno por Bolsonaro. Estaria ele sendo falso? Talvez. Mas digo: se estava, ele é melhor ator que Tony Ramos. E Tony Ramos é muito bom”.

1 Comentário

  1. Janaína, CÊ TEM CERTEZA que o Bibo não sabia da falcatrua do PSL?
    Ou tu achas esse assunto de somenos importância?

Comente