Uncategorized

Rodonorte reconhece propina em pedágio e vai reduzir tarifa em 30%

Em acordo de leniência celebrado com o Ministério Público Federal, a Rodonorte se comprometeu a reduzir o valor das tarifas em 30% nas praças que mantém no Norte do Paraná. O acordo foi confirmado nesta quarta-feira (6) pelo MPF, ainda precisa ser homologado pela Justiça. As informações são de Estelita Hass Carazzai e Mario Cesar Carvalho na Folha de S. Paulo.

Após a homologação, a empresa terá 30 dias para implantar a redução da tarifa de pedágio, que deve se estender por pelo menos um ano, até somar R$ 350 milhões em abatimentos. A concessionária ainda se comprometeu a realizar as obras previstas no contrato inicial com o governo estadual, mas que não foram executadas em função de aditivos contratuais. O valor dos investimentos deve alcançar R$ 365 milhões.

No acordo, a concessionária admite o pagamento de propinas milionárias a integrantes do governo do Paraná –que é alvo da Operação Lava Jato. Segundo as investigações, empresas que administravam o pedágio pagavam percentuais de propina a agentes públicos e políticos há cerca de 20 anos, em
troca da supressão de obras previstas em contrato e de reajustes de tarifas em seu benefício.

No total, o acordo celebrado prevê o pagamento de R$ 750 milhões em multas pela Rodonorte, que também deve se submeter a um programa de monitoramento por 32 meses.

9 Comentários

  1. Pagamento de propina há cerca de 20 anos!!! Tenho a impressão que vai atingir um governador arrogante que bailou em cima do pedagio. Tudo encenação…. kkkkkkk

  2. Aprigio Fonseca Responder

    Todo bem,são 19 anos,2.5 bilhões ano da 47.5 bilhões são 14.5 bilhões roubados que foi distribuído para magistrados,políticos etc.
    Vocês vão devolver esse dinheiro a sociedade?Os milhares que morreram por falta de obras suas famílias vão ser indenizadas?
    Devolvam o dinheiro canalhas.

  3. Estamos diante de uma prova inconteste de que o povo do Parana foi roubado e enganado por todas as pedageiras ao longo dos 20 anos da existência do anel de integração. Resta saber o que farão as demais, se irão seguir o exemplo da CCR, ou irão continuar engabelando os usuários dos pedágios ?

  4. O Requião que falou e se elegeu na lorota: Pedágio Abaixa ou Acaba,
    Criou mais um pedágio na sua gestão, Araucária/ Lapa e ainda o povo votou nele mais uma vez para governador e duas ao senado, ele deve dar risadas, demorou, mas agora o Roberto Lula Requião tá de pantufa em casa enchendo o saco e não sai nas ruas pra não ser xingando.

  5. -30% é esmola perto do que arrecadaram e pagaram de propina para agentes públicos!!
    -Reduzi pela metade que seria o correto…e ainda sim caro para os padrões nacionais….
    -Estas concessionária podem ser consideradas organizações criminosas!!!

  6. Caro Fábio, não queremos mais essa concessionária CCR RodoNorte atuando nos trechos dos Campos Gerais. Se não é o judiciário cobrando a redução das tarifas, a empresa não devolveria o valor que foi extorquido nesses 20 anos. Não é o valor descontado que irá solucionar e acalmar os ânimos dos usuários. É a indignação por termos sido enganados, nós usuários fomos chacotas, pelos governantes e pelos dirigentes inescrupulosos da empresa. Estes deverão ser penalisados, severamente, para que sirvam de exemplos para os novos políticos. Atenciosamente.

Comente