Uncategorized

Renan finca o pé na oposição

O senador Renan Calheiros fincou o pé na oposição. Na última terça (7), em plenário, ele comparou o corte de verbas para cursos de filosofia e sociologia anunciado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro com a queima de livros feita pelo nazismo na Praça da Ópera, em Berlim, em junho de 1933.

Renan ainda cutucou o presidente do MDB, Romero Jucá, ao dizer que “o partido ainda não debateu o que irá defender na reforma da Previdência”, em referência à nota lançada pelo colega revelando pontos que o partido defende, discorda e aceita negociar na matéria. As informações são da Coluna Radar, da VEJA.

“Sem que seja feito esse debate interno, não se pode falar em nome do MDB”, completou.

3 Comentários

  1. O Renan é o autentico último dos moicanos. Vai continuar falando sozinho, porem incomodando ainda por muito tempo. Não está preso por benevolencia da justiça e principalmente pela alta corte como o STF, mas a sua vez vai chegar. Fica aqui uma observação importante que é, como o povão lá de cima elegeram um traste como este !?

  2. PEDROCA DO SUDOESTE Responder

    Ficou sem protagonismo agora seu RENAN, quer continuar aparecendo isso sim.

Comente