Uncategorized

Ribas Carli sai da prisão e cumpre pena com tornozeleira eletrônica


O ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho vai cumprir pena em casa, com tornozeleira eletrônica, autorizado pela juíza Liliane Graciele Breitwisser. Ribas Carli está preso desde terça na Penitenciária de Guarapuava. A previsão é de que ele deixe a prisão às 18 horas.Ele não pode viajar sem autorização prévia e deve permanecer na sua residência entre 21h e 6h, inclusive aos fins de semana e feriados. Ele também deve manter distância de, no mínimo, 100 metros das unidades prisionais do município, e não pode mudar de endereço ou telefone sem comunicação prévia.

Carli Filho foi condenado a sete anos, quatro meses e 20 dias de prisão por duplo homicídio com dolo eventual pelas mortes de Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida em um acidente de trânsito em 2009, em Curitiba.

7 Comentários

  1. As vossas “excrecências”,sabiam que não teria vaga no semi aberto,por isso reduziram a pena do vherme,se fosse um pobre que furtou um pão,continuaria trancado.

  2. Assim termina mais uma história do lobo mau que deu certo. Que
    barbaridade !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Os juizes reduziram a pena porque sa-
    biam que aconteceria este final tranquilo. É muito simples:- libere um ladrão de galinha e crie uma vaga para colocar este assassino no xadrez.

  3. Essa é a nossa justiça que envergonha as pessoas de bem deste país, o cara bêbado, cnh suspensa, excesso de velocidade, tira a vida e sonhos de dois jovens e das famílias, vai cumprir a pena numa mansão, comendo lagosta e caviar. Definitivamente nosso país é uma piada de mau gosto, onde a dona justa só pune os pobres.

  4. Do jeito que está o nosso país chego a pensar que não tem jeito mesmo, porem somos responsáveis (indiretamente) porque nunca votei nestes bandidos; como cidadãos brasileiros de bem lutarmos para que daqui a alguns anos o país esteja melhor para os nossos filhos e netos. Talvez não dê tempo para vermos aqui na terra mas lá de cima poderemos estar comemorando…

  5. Jéssica Cláudia Responder

    Lembro me na época do acidente, aqui neste blog, muitas pessoas chamando o tal do “Nando” e tratando como vítima e coitadinho, agora não tem nenhum puxa saco para apoiar o presidiário?

Comente