Uncategorized

Armas: brasileiros divergem de Bolsonaro, diz Ibope

Um dos mantras de Jair Bolsonaro é que, se o cidadão tiver uma arma em casa, torna-a mais segura. Beleza. Só que o brasileiro diverge da crença de Bolsonaro.

De acordo com uma pesquisa nacional inédita do Ibope, apenas 31% dos brasileiros “concordam totalmente” com essa afirmação. Outros 13% “concordam em parte”. As informações são de Lauro Jardim n’O Globo.

Mais: aqueles que são contrários à flexibilização da posse de armas somam 61% dos entrevistados (37% são favoráveis). Neste ponto, há uma discrepância de opiniões entre os estratos sociais.

Quem tem renda familiar acima de cinco salários mínimos, apoia a flexibilização da posse (53%). Já entre aqueles cuja renda familiar não chega a um salário mínimo, apenas 30% são a favor.

14 Comentários

  1. E quem é esse “ibofe” pra dizer alguma coisa,eles que expliquem de onde vem a grana que os mantem ,quem é que paga essas “pesquisas”,quem é contra o povo ter o direito de se defender,é bandido,corruPTo,canalha e ladrão.

  2. ADALBERTO ALVES DE SOUZA Responder

    O que está colocado é o direito do Cidadão ter uma arma em casa e não a obrigação. Quem achar que é mais inseguro que não tenha arma em casa.
    Eu quero recuperar esse meu direitos natural que me foi tirado.

  3. É uma pesquisa sem sentido porque o país já está inundado de armas contrabandeadas e os registrados são uma minoria. Aqueles que são contrários, a grande maioria estão defendendo a própria pele.

  4. Libera tudo: fuzis, metralhadoras, bazucas, lança-foguetes…
    Quem tem armas ilegais (os bandidos e outras pessoas de índole e ética duvidosas) poderá tê-las de forma legal.
    Eles vão ficar ainda mais armados até os dentes, e o cidadão comum vai conseguir defender-se em casa. O traficante, o assaltante estarão, digamos, assim, com dez metralhadoras (pois estas armas custam caro), e o assim chamado ‘cidadão de bem’ (que não tem os mesmos recursos do traficante ou assaltante), vai ter uma humilde pistolinha, e vai conseguir defender-se.
    Vai dar certo, sim!

    E a polícia vai ter que comprar o que para enfrentar os bandidos?
    Bombardeios de mergulho? Armas táticas nucleares?

    Infelizmente, os argumentos do ‘bom senso’, como quase sempre acontece, estão errados.

  5. No meu comentário anterior, quis ironizar a posição e a argumentação dos defensores das armas.
    Pois, como em quase tudo em que as pessoas usam o ‘senso comum’ e o assim chamado ‘bom senso’ para defender algo, elas estão erradas.
    Só enxergam o que está bem à frente delas, e não observam o que está em volta.
    Esse caso das armas é emblemático. Pois se for liberado do jeito que os ‘armamentistas’ querem, esquece-se de que os bandidos poderão armar-se ainda melhor, mesmo que não seja com armas pesadas. Poderão encher-se de armas leves mesmo…
    E o resultado vai ser um banho de sangue.

    Fiquei feliz em ver o resultado da pesquisa, especialmente no que se refere às pessoas de baixa renda, que geralmente enfrentam na sua vizinhança imediata os efeitos das armas.

    Bozonaro, aprenda a pensar um pouco.
    Não dói!

  6. Para terminar:
    Poderá haver uma corrida armamentista.
    O cidadão comprará armas para defender-se, e o bandido saberá que a pessoa pode estar armada, mas possivelmente com arma leve.
    O bandido então comprará mais armas e armas mais poderosas.
    Por sua vez, o cidadão que quer defender-se comprará ainda mais armas e armas ainda mais poderosas.
    Poderá estabelecer-se um círculo vicioso cujas consequências poderão não ser muito agradáveis…
    Não estou dizendo que vai acontecer.
    Estou dizendo que pode acontecer.
    Estou dizendo que a questão tem que ser olhado com muito cuidado e por todos os ângulos.
    Sinto muito discordar daqueles que gostam de tirar conclusões apressadas e pior, agir apressadamente com base em conclusões apressadas.

  7. HORA DA VERDADE Responder

    Este Ein Soft, sabe articular as palavras, mas sua incoerência é gritante. Dizer que o “bom senso” nada adianta? Que lógica vc usa para ser assim tão contraditório? Mau senso é teu conselho? Reagir ao brandido armado sem armas? Nao ter o bom senso de perceber o pivete armado e drogado como um perigo para ele mesmo?
    Nos poupe da tua verborragia e ao menos troque este teu SOF, por SNOB que fica mais fácil de entender o teu ”esnobismo”

  8. Não sou favorável a liberação das armas, mas não acredito no Ibope, pois basta comparar com o resultado do plebiscito realizado em 2005.
    Pelo resultado da votação popular, há enorme discrepância; 63,94% dos votantes na época foram favoráveis a flexibilização do porte de armas.
    36,06 foram contrários.
    Agora, o Ibope inverteu os dados.

  9. Ein Sof.

    Nada a ver o q vc falou. Perdeu uma grande oportunidade de ficar quieto.

    Quem falou em liber geral foi vc e esqueceu que hj, quem possui e porta livremente armas de grosso calibre é exatamente o pessoal que não precisa de autorização do governo pata tal. Se liga!!!

  10. Só sou favorável ao Direito de possuir arma em casa, não mais do que isto. Absurdo neste decreto é a possibilidade de podermos comprar arma de calibre .40 que até dias atrás era arma de uso exclusivo das Policias, vamos diminuir a criminalidade dando poder de fogo aos cidadãos ditos de bem? Estamos pondo gasolina na fogueira. Outra bomba relógio que vem vindo no horizonte é o fim dos radares móveis, confundidos com “armadilhas” montadas pelas GMs e PR estaduais, useiras e vezeiras deste tipo de coisa. Acabar com os radares móveis é pedir para a guerra do trânsito aumentar o número de baixas, será que se avaliou o reflexo disto nas contas do SUS e do INSS?

  11. -A pesquisa IBOPE deve estar certa então! Deve ser os mesmos “critérios” para a pesquisa de intenção de voto para o então candidato Bolsonaro, que nas “pesquisas” não passava para o segundo turno!!!
    -Não acredito mais em pesquisas eleitorais, em “cientistas políticos”, em “especialistas disso ou daquilo”…acho que todos esses “experts” vivem fora da realidade….não andam nas ruas e não entendem o que o povo deseja!!!

Comente