Uncategorized

Convocação de ministro repercutiu mal na Petrobras

A convocação do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, pela Comissão de Viação e Transporte da Câmara, nesta semana, foi vista na Petrobras como um movimento de retaliação pelo fato de o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, ter comparecido a outro colegiado da Casa, a Comissão de Minas e Energia, no começo de junho.

Com a agenda de trabalhos lotada no período, Castello Branco acabou não conseguindo data para voltar à Casa. O fato de a estatal ter destacado um gerente da companhia para falar aos parlamentares irritou os deputados, que resolveram dar o troco no ministro Bento Albuquerque. Quem conhece a rotina de Castello Branco, diz que se ele for atender a todos os pedidos, não fará o básico, presidir a Petrobras. As informações são da coluna Radar, da VEJA.

Comente