Uncategorized

O que Ratinho vai tentar “vender” do Paraná em Nova York

da Gazeta do Povo

O governador Ratinho Junior (PSD) embarcou neste sábado (13) para Nova York onde cumpre uma série de agendas até a quinta-feira (18). Um desses eventos será o Paraná Day, que está em sua terceira edição e tem o objetivo de atrair investimentos para o estado. Na última edição, realizada no mês de maio, em Brasília, as três maiores oportunidades apresentadas pelo governo a investidores foram a venda da Copel Telecom e da Compagás e a nova concessão das rodovias do estado.

Esses três projetos também devem ser prioridades no encontro que acontecerá na sede da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. O governo espera contar com a presença de cerca de 200 pessoas no evento organizado em parceria com o Banco do Brasil.

A equipe de Ratinho tem grandes expectativas sobre a venda do braço de telecom da Copel por acreditar que esse é o último grande ativo de telecomunicações do país. O processo de privatização pode acontecer ainda em 2019 e a venda acontece porque a atual gestão determinou que a estatal concentre sua atuação em seu negócio original, geração e distribuição de energia elétrica, e direcione seus investimentos ao estado do Paraná.

Outro projeto de interesse é a venda da Compagás, estatal de gás natural cuja privatização ficou mais atrativa para o mercado com a nova política econômica do governo federal que prevê o fim do monopólio da Petrobrás no setor.

Uma novidade que não foi explorada nas outras duas edições do Paraná Day e será levada para Nova York é a terceirização da gestão de presídios. O governador já declarou a intenção de passar à iniciativa privada o controle dos estabelecimentos prisionais e a expertise dos americanos no tema pode ensejar novas oportunidades para o governo.

6 Comentários

  1. Viagem desnecessária, o Estado sequer possui estrutura em rodovias para dar suporte a eventuais investimentos na indústria e agropecuária. Talvez seria interessante antes de ir à NY o governador percorrer todas as rodovias que cortam nosso Estado e conhecer os percalços que todos que as utilizam passam. Quem irá investir em um Estado que não tem infra estrutura básica? Ao que tudo indica, o Ratinho será um governador de uma mandato apenas, pessoas ineficientes, despreparadas e teimosas ao seu redor.

  2. “Aurea mediocritas”! O Paraná merece muito mais do que isso. É muito pouco para ir até os “states”. Onde está o projeto transformador do Paraná? Perdeu-se na Velha Política!

  3. Na minha modesta opinião, nada!
    Só foi mesmo para passear e comer um queijo importado.

  4. A viagem doutor ratinho aos EUA poderá atrair criadores de galinha para o estado, haja vista que uma de suas primeiras iniciativas foi estender o prazo de subsídios sobre tarifas de energia elétrica a esses produtores, à custa dos demais consumidores.

  5. Beleza, a estatal da luz deve se concentrar no que sabe fazer melhor, gerar energia elétrica. E o Estado também pode ficar sem uma empresa para distribuição de gás, a iniciativa privada que fique com este serviço. A terceirização dos presídios talvez seja uma boa mas aí só o tempo dirá.

Comente