Uncategorized

Acordos de leniência do MP renderam R$ 425 milhões à Petrobras

O Ministério Público Federal (MPF) devolveu R$ 425 milhões à Petrobras nesta semana, provenientes de acordos de leniência e repatriações, informou a petroleira nesta quinta-feira (25).

O MPF depositou o dinheiro diretamente para a estatal, sendo que R$ 313 milhões são a primeira parcela de acordo de leniência do Grupo Technip e da Flexibras celebrado com o Ministério Público Federal, a Controladoria-Geral da União e a Advocacia-Geral da União.

Se junta ao restante do montante mais R$ 45 milhões decorrentes do acordo da Camargo Correa e mais R$ 67 milhões de pessoas físicas envolvidas em atos de corrupção na Lava Jato.
Com as devoluções, segundo a Lava Jato, já foram devolvidos cerca de R$ 3,5 bilhões aos cofres da Petrobras.

A petroleira ainda tem para receber, por conta do acordo com a Technip e Flexibras, mais R$ 506 milhões, divididos emd uas parcelas idênticas, a serem pagas em 2020 e 2021.

Em nota, a Petrobras disse que “reafirma seu compromisso de adotar as medidas cabíveis, em busca do adequado ressarcimento dos prejuízos decorrentes dos atos ilícitos praticados”.

Comente