Uncategorized

Primeiro condomínio para idosos começa a ser construído em Jaguariaíva

Técnicos da Cohapar vistoriaram a primeira etapa das obras de construção de um condomínio de casas voltado ao atendimento da população idosa em Jaguariaíva. O empreendimento é composto por 40 unidades habitacionais e está recebendo R$ 3,8 milhões de investimentos do Governo do Paraná por meio da companhia.

O projeto foi lançado no ano passado durante a gestão da ex-governadora Cida Borghetti e a cidade foi a primeira a assinar o convênio com o Estado. “Muito feliz em ver as casas sendo construídas e toda a estrutura ganhando forma. Com olhar diferenciado, lançamos o projeto condomínio do idoso no ano passado. Jaguariaíva foi a primeira cidade a assinar o convênio com o Governo do Estado e com a Cohapar. As casas são adaptadas às necessidade dos idosos e os condomínios terão equipamentos e espaços de convivência, atenção à saúde e áreas para lazer”, afirmou Cida Borghetti em suas redes sociais.

À época da contratação, o prefeito de Jaguariaíva, José Sloboda, já havia declarado estar orgulhoso em receber o primeiro condomínio da terceira idade do Paraná. “Conhecemos projetos semelhantes feitos em outros estados e, depois disso, conseguimos o terreno e Cohapar preparou a licitação”, informou. “É uma soma de trabalhos, somos muito gratos ao Governo do Estado por esse projeto ser instalado pioneiramente em Jaguariaíva”, concluiu o prefeito.

Pelo programa, a Cohapar constrói o condomínio e a prefeitura atende os idosos com serviços ambulatoriais, áreas de lazer e ações na área social. Os moradores pagam um aluguel social.

Infraestrutura completa – O projeto prevê uma série de equipamentos de saúde, assistência social e lazer que ficarão à disposição dos futuros moradores. Entre eles, praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e atividades, pista de caminhada e quiosques próprios para a prática de jogos.

Os empreendimentos também são equipados com ambulatório para atendimentos médicos básicos aos residentes, guarita e sala de administração, sistemas de geração de energia solar, captação de águas das chuvas e implantação de poço artesiano, quando possível. A manutenção será feita por funcionários do próprio município, que também prestarão atendimento básico aos moradores.

6 Comentários

  1. Silvia Gallo Bellinelo da Palm Responder

    Muito bom…importante planejamento a médio prazo. Gostaria muito de visitar o empreendimento e conhecer as regras para aquisição.

  2. Interessados se informar na Prefeitura de Jaguariaíva ou na Cohapar, pelo que eu deduzi da notícia.

Comente