Uncategorized

Oposição à Faixa de Infraestrutura pode ter interesses comerciais, diz Ratinho

de João Frey na Gazeta do Povo

O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) questionou os interesses dos ambientalistas que têm apresentado objeções ao projeto da Faixa de Infraestrutura, no litoral do estado. As declarações foram dadas na quarta-feira (10), em Madrid, na Espanha, em entrevista à agência EFE. Ratinho está na Europa em missão oficial para atrair investimentos para o estado.

“O que existe que nós temos que tomar cuidado é um jogo comercial.  Quem opera um porto não quer que o outro saia e, às vezes, as questões ambientais são colocadas por lobby. É muito dinheiro envolvido. Você acha que Santa Catarina tem interesse que saia mais um porto de container, do lado deles, com o melhor calado da América do Sul? Não estou acusando, estou refletindo. Será que o Porto de Paranaguá, que tem um investidor chinês, quer que saia um porto a 3 km? Então, às vezes, usam a questão ambiental como álibi”, afirmou o governador

A proposta defendida pelo governo para Pontal do Paraná prevê a construção de 24 quilômetros de rodovia de pista dupla, um canal de drenagem, uma linha de transmissão de energia elétrica, um gasoduto e um ramal ferroviário. Essa estrutura dará acesso a um porto privado que será construído em Pontal.

Na visão do governador, a região precisa de investimentos para superar o atual estágio de pobreza.

“A região de Pontal tem um dos menores IDHs do estado e tem vocação para porto. É o melhor calado natural da América do Sul, são 20 metros de calado. Isso recebe os grandes navios. Claro que tudo será feito com muita responsabilidade ambiental, que é uma praxe do nosso governo”, afirmou.

A instituição ambientalista que tem capitaneado a oposição à construção da Faixa é o Observatório de Justiça e Conservação (OJC), responsável pela campanha Salve a Ilha do Mel. Para Giem Guimarães, diretor-executivo do Observatório, as declarações do governador estão alinhadas com as estratégias do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na área do meio ambiente.

“O ministro Ricardo Salles colocou a culpa do derramamento de óleo no litoral brasileiro no Greenpeace. É isso o que o governador Ratinho está fazendo no caso do porto. É um subterfúgio de baixíssimo nível, uma negação da realidade”, afirmou Guimarães, que ainda repeliu as insinuações de que o movimento ambientalista estaria agindo em favor de outras empresas.

“Essa é uma tentativa vil de manipular a opinião pública. A nossa contabilidade está aberta. Fizemos esse trabalho com financiamento coletivo e com trabalho pro bono de muita gente que se conscientizou com a causa”, relatou.

Guimarães ainda apontou incoerências na tese do governador. Segundo ele, os chineses que investem no Porto de Paranaguá teriam condições – se tivessem interesse – de comprar todo o empreendimento de Pontal e os imóveis relacionados a ele, sem precisar, para isso, de lobby do movimento ambientalista.”

12 Comentários

  1. -Ambientalistas ou mesmo, eco-terroristas, são a expressão do atraso e do abandono que virou o litoral paranaense!!!
    -Não se pode construir uma nova estrada para o litoral do Paraná, porque os eco-chatos afirmam que vai se aniquilar a vida da Mata Atlantica…enquanto isso, nós, simples mortais, sofremos perigo de morte na única estrada que liga Curitiba ao Litoral…não temos a 101 no Paraná…enfrentamos horas de congestionamento, caminhões e os imprudentes…é importante preservar a natureza, lógico que sim, mas em primeiro lugar, a vida humana….
    -Fora que o Litoral do Paraná está uma lástima. Paranaguá, Antonina, Pontal, Praia de Leste….esqueçam…inviável ter uma vida tranquila lá…virou um mega encontro de funk…e falta de infra-estrutura…

  2. Por trás disso tudo está Richa, que tem o maior interesse que isso seja executado, e não deixo por menos, CADE O REAJUSTE DO QUADRO GERAL DO ESTADO.

  3. Por trás de tudo isso também tem o interesse da turma do Pianna (leia-se ACP).
    Enquanto distraem a Sociedade com isso, o Quadro Geral dos Servidores Estaduais (de carreira e do Executivo) completa 5 anos sem reajuste salarial e acumula no próximo mês de janeiro quase 30% de defasagem.
    Por outro lado, MP, Juízes e Desembargadores, funcionários da ALEP, da Defensoria Pública e do Tribunal (faz) de Contas, que já possuem diversos e gordos penduricalhos em seus contracheques, receberam reajustes retroativos a 2018.
    Como dizia a minha Avó; quem tem c#, tem medo! Melhor não contrariar esse povo todo.
    Os do Executivo que verdadeiramente trabalham que se lasquem.
    FORA RATINHO!

  4. Somente uma pessoa muita ingênua acreditaria que não existem dezenas de interesses políticos em jogo, tanto a favor como contra, Os Chineses que investiram muito no Porto de Paranaguá é um deles e não querem concorrência. Poderiam comprar o empreendimento de Pontal ? Sim, mas será que os outros querem vender e ficar também refém dos Chineses.
    A verdadeira história, é que traria um grande desenvolvimento para a região, sem dúvida, trazendo outros dissabores. Mas para isto existem as Secretarias do Meio Ambiente e outros órgãos para orientar o projeto, e não para boicotá-lo. Desde os Governos Requião, já foi boicotado o nosso litoral, que impediu muito o seu desenvolvimento, em nome de que ? Da sobrevivência da Coruja da Praia, do Caranguejo Fantasma ou dos índios que vivem na região ? Com o manejo adequado, tudo pode ser resolvido.

  5. Nosta! Precisou ir à Espanha para falar a meia dúzia de microfones sobre “interesses” comerciais? Isso é o “novo” mas sabemos que é a mais velha e danosa politicagem em proveito próprio. Ele quer aparecer como o “presidentinho” do Paralá. Coisa do velho hilário Pomposo Ribeiro, para quem se lembra do inolvidável personagem do Ary Fontoura. Usuauaua!

  6. Esse JM tá de brincadeira , quer reajuste ? Reajustar o que ? O Estado lutando, fazendo um
    sacrifício enorme para dar saúde , segurança , educação para a população e o fanfarrão querendo reajuste…

  7. Isso é o “novo”! Doutor Pomposo Ridículo do Novo Paralá! Quixotadas diretas da Espanha!

  8. Sugiro montar uma comissão de governança, com representantes do ministério público, do judiciário e tb da PGE, e no caso de aprovação, simplesmente ignorar os ambientalistas, q se depender deles, teremos que acabar com as prais, extinguir Balneário Camboriu, e as cidades de Santos e Rio de Janeiro.
    Montar CPI para investigar esses ambientalistas.. é mais uma sugestão q fica.
    O POVO PRECISA DE EMPREGO E RENDA. NÃO comem areia nem folha de árvores..

  9. Há necessidade de desenvolvimento do litoral do Paraná. Não podemos mais deixar os moradores esquecidos e empobrecidos por conta de questões ambientais. Lugares paradisíacos que só os ambientalistas podem ver…..que egoísmo é esse. Nada pode ser feito em prol das pessoas que esses chatos já entram no circuito. E o pior…desfrutam dos verões em terras catarinenses….porque as melhores ´praias do Paraná, estão em Santa Catarina, como vemos no dito popular. Nosso turismo é uma piada em função desses egoístas. Pois que construam o porto e que abram vagas de emprego. Que nossas belezas possam ser visitar por todos e que tragam dinheiro para gastar. Em contra partida, que o povo do nosso litoral aprenda a atender melhor quem os visita.

  10. Paulo Roberto Kiska Responder

    Esses Ambientalistas que são o atraso da humanidade deveriam de pegar uma inchada ou foice e ir cortar o mato pra poder comer sobreviver. Tá certo Presidente Bolsonaro cortar as verbas e que não são poucas desses imbecis. O Litoral esta na condição de conseguir um grande investimento e gerar milhares de empregos aos Pais de família infelizmente essa gentinha desocupada atrapalha em tudo. Obrigado Governador Ratinho Junior pelo seu Empenho e dedicação com nossa região e principalmente PONTALDO PARANÁ……TAMO JUNTO

Comente