Uncategorized

Demonstração de força


O governo Ratinho Jr mostrou sua força no Legislativo. A Assembleia Legislativa aprovou, sem choro nem vela, em uma sessão ordinária e outras duas extraordinárias, realizadas na tarde de quarta, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/2019 que estabelece novas regras de funcionamento para a Previdência social. A medida busca a sustentabilidade do atual sistema previdenciário paranaense, permitindo, segundo o Governo, “a construção de um modelo que fortaleça o desenvolvimento no futuro”.

O texto, de autoria do Poder Executivo, foi aprovado em primeiro e em segundo turnos, e em redação final durante sessões realizadas na Ópera de Arame por motivos de segurança.

Em primeira votação a matéria foi aprovada com 43 votos favoráveis e nove contrários. Já em segunda discussão o projeto recebeu 43 votos a favor e um contra. A oposição jogou a toalha. Nesta votação, a bancada contra o governo se retirou após anúncio do líder, deputado Tadeu Veneri (PT). Agora a PEC está apta para ser promulgada pela Comissão Executiva da Casa.

3 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    …e o procedimento dos professores – serão?. Poderão reclamar do comportamento dos guris que vandalizam escolas e os espancam?

  2. “um modelo que fortaleça o desenvolvimento no futuro”……..
    Essa mesma frase de impacto foi usada quando criaram o Paranaprevidencia, os funcionários vão lá e cumprem com suas obrigações. Aí o Requião deixa de recolher 5 bilhões, corrigido o valor para os dias de hoje, algo perto dos 8 bilhões. Depois veio o Richa e meteu a mão em 7 bilhões., aí não há “modelo que fortaleça o desenvolvimento no futuro”…….
    Tenho certeza que o Ratinho não vai meter a mão no Paranáprevidencia até por que com o achatamento promovido ao funcionalismo, aumento da contribuição dá pra juntar muito dinheiro.

  3. A tal da força política se deve às benesses que os deputados e seus funcionários receberam, recebem e ainda receberão dos cofres do Tesouro do Estado. Ou seja, dos impostos pagos por todos nós.
    Enquanto for assim, a ALEP sempre será servil ao seu chefe!
    Se não for, criará dificuldades até dobrar o ratazana júnior.
    Esse é o verdadeiro “jogo democrático”

Comente