Uncategorized

Visão de Futuro

artigo de Guto Silva

O Paraná tem o tamanho de um país e precisa ser administrado de maneira inovadora e arrojada. É assim mesmo que o governador Carlos Massa Ratinho Júnior vem fazendo. O nosso Estado termina o ano com uma posição sólida, conquistas importantes e pronto para voar cada vez mais alto. O primeiro ano da gestão foi de reorganização e enxugamento da máquina pública e planejamento para um futuro ousado, austero e de eficiência administrativa.

Uma das primeiras iniciativas do governo foi a reforma administrativa, com a redução do número de secretarias estaduais de 28 para 15. A reforma inclui, ainda, a junção de autarquias e a redução da estrutura física, com a venda de imóveis ociosos. No total, o Estado estima economizar R$ 260 milhões com a reestruturação administrativa.

A fundamental reforma da Previdênciaestadual vai conter o constante aumento do déficit do sistema. Com a nova Previdência o Estado deixará de comprometer R$ 60,47 bilhões nos próximos 30 anos, o que permitirá maior equilíbrio das contas estaduais e abrirá a oportunidade de mais investimentos em áreas essenciais para atender toda a população do Paraná.

Uma gestão moderna é a que usa Parcerias Público-Privadas (PPPs) para avançar. Graças a isso, o Paraná vai ganhar em breve uma penitenciária industrial, 33 centrais de atendimento ao cidadão e uma solução para os milhares de veículos nos pátios do Departamento de Trânsito (Detran). Esses projetos somam R$ 630 milhões de investimentos.

O estímulo à economia, determinação primordial do governador Ratinho Júnior, é essencial. Em setembro, o governo retirou mais de 60 mil itens do setor de alimentos do regime de Substituição Tributária, que antecipava o recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A medida garante mais competitividade às empresas e gera novas oportunidades de trabalho. Por sinal, o Paraná é um dos Estados que mais gerou empregos neste ano, com 66 mil novas vagas.

E não paramos por aí: o PIB do Paraná cresce o dobro que o do Brasil. A produção industrial é a que mais sobe no país, com 6,9% até outubro. E a expectativa é encerrar 2019 com R$ 20 bilhões em investimentos privados no Estado, fruto do trabalho de prospecção da agência Invest Paraná.

Nossas maiores estatais, a Copel e a Sanepar, ficaram em primeiro lugar no Brasil em suas áreas de atuação. Essa qualidade do serviço e da gestão das empresas valoriza as ações na Bolsa, facilitando a busca de recursos para novos investimentos. Mais que isso, são a garantia de atendimento de excelência à população.

O governo também olhou com atenção uma das grandes preocupações da sociedade. Em pouco tempo avançamos consideravelmente na segurança pública. Houve investimento no efetivo, em equipamento e em treinamento. Os dados do primeiro semestre trazem números significativos de redução da criminalidade e da violência, como redução de 20% no número de homicídios, de 26,3% nos roubos a residências e de 25,3% de roubo ao comércio.

Outros indicadores mostram que o governo apoia de igual maneira o desenvolvimento econômico e o social. O Paraná lidera o ranking de transplantes de órgãos no país. De janeiro a novembro deste ano foram realizados 1.640 transplantes no Estado. Esses números são possíveis graças ao Sistema Estadual de Transplante, que conta com a ajuda da frota de aeronaves do governo para o transporte de órgãos. Outra ação fundamental na saúde é o apoio aos municípios. Só na semana passada foram liberados R$ 168 milhões para aquisição de equipamentos, veículos e obras em unidades de saúde.

Além de gestão, programas e obras, o governador determinou que todas as áreas do Estado focassem em inovação. Em ações que trouxessem melhorias rápidas no atendimento ao cidadão. O PIÁ (Paraná Inteligência Artificial) é o primeiro programa de inteligência artificial do Brasil focado na prestação de serviços à população. A plataforma e o aplicativo reúnem mais de 400 serviços do governo em um só lugar.

Outro sucesso é o Descomplica, que foi criado para simplificar a vida dos empreendedores, com a liberação do CNPJ e das autorizações para empresas de baixo risco em menos de 24 horas, soluções para fechamento de empresas e a instalação de um comitê permanente de desburocratização.

Isso é apenas uma parte do muito que foi realizado nesse primeiro ano de governo. Pensamos diferente para fazer diferente. E podem anotar: os anos pela frente serão de mais conquistas. O Paraná mostrou que tem garra e visão de futuro para ser o mais inovador e a grande locomotiva do Brasil.

6 Comentários

  1. Só esqueceu de falar que os servidores públicos do poder executivo amargam mais um ano de calote em seus direitos, sem a reposição inflacionária.
    O pouco de ação do governo muito se deve ao sacrifício dia servidores do poder executivo.
    Até quando vai se manter essa pseudo superavitária conta governamental???

  2. JOAO VALENTIN MANZANO Responder

    Saia do gabinete secretário e anda pelas estradas do noroeste do Paraná. Um descalabro total. Vergonhoso. Vá ao Detran e verifique a prestatividade de seus servidores. Paraná não é so Curitiba e região metropolitana.

  3. isso é verdade meu amigo GUTO SILVA ,EQUIPE DE VOCES SÃO ÓTIMO. NOSSO GOVERNADOR.

  4. servidor atento Responder

    Tudo isso ?

    O grande feito do atual governo, Ratinho Jr, foi a espoliação do funcionalismo do Poder Executivo do PR, desde jan.2016 (4 anos) com os mesmos salários !

    E a partir de 2020, será mais espoliado; será 14% (atualmente, é 11%) sobre salários defasados e corroídos por uma inflação que aproxima-se de 20%.

    Quiça tenhamos menos conversa e + trabalho !

  5. Joao Valentin Manzano Responder

    Secretario, saia do gabinete e conheca o Parana. A regiao noroeste do Estado, clama por governo. As estradas estao intransitaveis. Uma vergonha para o Pr. Por enquanto, um governo midiatico, precisAmos de governo!

Comente