Uncategorized

“Maluco e trouxa”


Quando deixou a Secretaria Especial de Cultura do governo Bolsonaro depois de publicar vídeo nazista nas redes sociais, o diretor de teatro Roberto Alvim dizia que sua mágoa maior teria sido o desprezo de seu guru Olavo de Carvalho. Ele teria dito que seu doutrinado “parecia não estar bem da cabeça”. Depois, Olavo foi às redes: “Nunca chamei Alvim de nazista. Chamei de maluco e trouxa. Ele não entendeu”.

Comente