Uncategorized

Bolsas da China têm maior recuo desde 2015

As bolsas da China continental registraram nesta segunda-feira (3) baixas expressivas de mais 7%, o maior recuo diário desde 2015, em um momento de pânico nos mercados pela epidemia do novo coronavírus no gigante asiático.

O índice composto da Bolsa de Xangai fechou em queda de 7,72%, a 2.746,61 pontos, enquanto a Bolsa de Shenzhen, a segunda maior da China, terminou em contração de 8,41%, a 1.609,00 pontos.

Esta foi a primeira sessão das Bolsas chinesas após o longo recesso das férias do Ano Novo lunar. As informações são do G1.

1 Comentário

  1. As bolsas não se regem por regras lógicas. São animais selvagens. Mas, os especuladores sempre ganham. Onde muitos perdem muito, poucos ganham tudo. O mundo está cheio de otários, prontos para serem enganados, como dizia o personagem de Maurice Chevalier num filme antigo.

Comente