Uncategorized

Vargas se diz perseguido


O ex-deputado federal paranaense, com base em Londrina, André Vargas, do PT, condenado a 23 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, voltou à vida pública em um vídeo em que avalia a conjuntura política do país. Vargas se diz vítima do processo e que ficou 42 meses preso “injustamente”. A Lava-Jato, diz ele, “foi um processo político de perseguição cujo objetivo era prender o ex-presidente Lula e alcançar o poder”.

9 Comentários

  1. CALA A BOCA, CORRUPTOOOO!

    Chega desse papinho de “gópi, perseguição”! Tá se achando quem na fila do pão pra comentar conjuntura política do país? Vá comentar sobre a ressocialização de presos, e condições carcerárias! LADRÃO.

  2. E esse meliante, investigado, julgado e condenado, colocado na cadeira, ainda encontra espaço na mídia para suas elucubrações desvairadas. Lamento!

  3. joaãocarlossilva Responder

    Que cara de pau em pilantra corrupto vcs do pt comandado pelo luladrão saquearam as estatais e se dizem injustiçado seus bandidos tem que morrer na cadeia pelo que fizeram ao POVO BRASILEIRO ….a pior espécie de bandido da história do BRASIL ………………FORA PT……retroceder JAMAÍS

  4. ESTAMOS DE OLHO Responder

    tadinho inocente e perseguido ,acredito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk que que ilso deixa dilso para com ilso.

  5. Dieter Heinz Korn Responder

    O cara é comprovadamente corrupto e queria o que? Roubar livremente???!!

  6. Sobre as provas dos ilícitos praticados por ele, e que o levaram a sua condenação, não comentou nada ! Coitadinho, tanto ele quanto o Lula são eternos perseguidos políticos. Caras de Pau !

  7. ah ah ah conta outra PTralha…
    Essa não cola mais…
    Cadê a grana que tava aqui ?

  8. César Alberto Coutinho Responder

    Vargas é apenas um criminoso, corrupto, sujo, que num país sério já estaria pendurado numa corda. Um canalha descoberto tarde demais. Merece todo o desprezo do mundo, até chegar a hora de ver sua carne apodrecer.

  9. O bocão, venha falar pessoalmente nas ruas de Londrina. Parece que os 42 meses preso foram insuficientes para recuperar o condenado.

Comente