Uncategorized

A barbárie se expande

O apresentador Marcão do Povo, do SBT, sugeriu a Jair Bolsonaro, na edição de ontem do “Primeiro Impacto”, a montagem de um “campo de concentração” para atender pessoas infectadas pelo coronavírus.

“Na China, em Wuhan, as pessoas (…) que estavam com coronavírus foram levadas e colocadas nessa cidade. Montaram vários hospitais e essas pessoas foram tratadas naquele local. Não seria interessante, presidente, montar um local onde todas as pessoas que tivessem os sintomas, que tivessem o coronavírus, fossem levadas para esse local e bem cuidadas?”

3 Comentários

  1. SERGIO SILVESTRE Responder

    Pois é,colocaria ali a mãe dele,o patrão dele e todos seus parentes idosos.

  2. O “campo de concentração “ mais urgente seria aquele onde se pudesse internar os débeis mentais do tipo deste senhor e assegurar vaga para muitos outros que estão por aqui espalhados! A insanidade do comentário justifica!!

  3. Osvaldo da Silva Responder

    Que insano, não acredito que com essa linha de pensamento um sujeito desse possa ter um programa numa rede de televisão, tem que ser interditado.

Comente